quarta-feira, 28 de setembro de 2011

cartão vermelho




caríssima(o),

não assisti ao jogo pela tv ou pela net (estive a labutar), não ouvi qualquer relato (tal não era permitido na reunião em que participei), soube o resultado final por um contínuo (afecto à «gloriosa» causa lampiónica), ainda não vi qualquer resumo do encontro ante o Zenit (à hora a que escrevo aguardo que a esposa "eclipse" no sofá para visionar o que está a ser transmitido na RTP), passei os olhos pelo maisfutebol para me inteirar do que em concreto se passou.
ainda nem sequer visitei os meus sítios de referência nesse "maravilhoso mundo que é a bluegosfera"®!

tudo o que soube do encontro foi-me confidenciado por um de vós, que deseja o anonimato, mas com quem é gratificante conversar sobre Futebol. sobretudo, porque é um apaixonado por este desporto (dito) «rei» - tal como nós. o único senão é que tende mais para o verde... portanto, sei que a sua visão foi imparcial.

mesmo assim, estou certo do que vou escrever a seguir:
acabou o meu crédito de confiança para Vítor Pereira.

as razões para o que acabei de escrever explicá-las-ei amanhã, ou depois, quando me passar a meloa.
e porque não desejo ser ingrato, e redigir (a quente) frases de que me poderei arrepender.

fui!

4 comentários:

  1. Boas,

    o que dizer sobre este jogo !!!

    primeiro temos jogadores em sub-rendimento, depois um jogador xom a experiência de Fucile não pode ter uma atitude infantil como a que teve, depois não podemos ter só um ponta de lança disponível para a champions, a seguir o nosso treinador tem que pensar mais um bocado antes de tomar decisões, a saida do James em detrimento do Varela parece-me errada, o Fernando a trinco estava á altura mas a lateral direito tirando a altura que jogou no Estrela da Amadora não é opção ...
    Mais ainda o Danny que na selecção é um jogador vulgaríssimo, no Zenit é uma mais valia.

    Resumindo e concluindo ... venha o proximo jogo.

    Um abraço

    http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Jogámos como baratas tontas no campo. Escapamos de goleada por milagre. Nunca disse isto de um treinador, mas É URGENTE QUE SAIA.

    Mais uma vez digo (e repito), o problema NÃO É (só) empatar ou perder, é ver os nossos a esbarrarem em campo uns contra os outros... É haver dois jogadores para tabelar com o lateral e não haver nenhum na área para receber os centros. É haver Fucile. É não haver segundo ponta de lança em todo o PLANTEL. É ver o Hulk cruzar de letra para a área vazia quando perdemos por 3-1.

    Já chega de incompetência. Tu, Miguel, tiveste pudor em falar a quente mas eu estou farto de nos ver jogar assim. É humilhante. Fui.

    ResponderEliminar
  3. Não tenho, mais uma vez, palavras positivas para esta exibição.

    Uma gestão péssima por parte da equipa e uma falta de nível técnico igualmente chocante por parte dos nossos jogadores, que acabaram por resultar numa derrota algo pesada e completamente evitável. Estamos então no terceiro lugar, a apenas um ponto do primeiro, e se vencermos os dois próximos jogos (frente ao APOEL), podemos ficar bem colocados. Há que acreditar!

    Um abraço
    28 de Setem

    ResponderEliminar
  4. somos Porto!, car@go!

    «este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

    saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todos vós! ;)

    Miguel | Tomo II

    ResponderEliminar

vocifera | comenta | sugere
(sendo que, num blogue de 'um portista indefectível', obviamente que esta caixa é destinada preferencialmente a 'portistas dos quatro costados'. e até é certo que o "lápis", quando existe, é azul.)

Show Emoticons