sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

dos reles de espírito: 'reprise' [e com 'brasão abençoado' incluído]


© pasquim da Travessa da Queimada
(clicar na imagem para ampliar)



caríssima(o),

brevíssimos considerandos antes de ir(-mos) para fim-de-semana:

i)


estou muito desapontado.
ontem lancei um desafio (que considerei) aliciante, propondo duas singelas respostas a duas perguntas que julguei serem pertinentes.
à data e hora em que redijo estas linhas, o número de respostas recebidas é bastante redondo: Ø (z-e-r-o).
portanto, acredito que o defeito esteja em mim...
mesmo assim, lastimo não te poder oferecer, para lá do meu público reconhecimento, uma camisola oficial do nosso Futebol Clube do Porto. sim!, era esse o "prémio" a atribuir;

ii)


no seguimento do ponto anterior, informo-te que:

» à minha singela pergunta«qual será a (cor)relação entre esta notícia (aqui) e este artigo de opinião (aqui)?», a resposta seria a identificação da agremiação da Segunda Circular, com a sua «gloriosa» cor, e com os energúmenos envolvidos nos desacatos revelados nos dois artigos; aliás, não poderia ser mais explícito «(cor)relação»;

» à minha singela pergunta: «qual será o motivo principal da minha indignação aquando da leitura deste artigo de opinião (aqui)?», a resposta seria o porquê de, numa "peça jornalística" toda ela dedicada à agremiação de Carnide, as fotografias que a "embelezam" serem praticamente de público afecto à cor azul-e-branca e no Dragãozinho? pois...

iii)


a partilha da imagem GIF da agressão ao Brahimiultrapassou o número de visualizações dos vídeos entretanto censurados. e em «ambos os dois canais» de divulgação. juntos.
confirma-se, portanto, mais uma vez e para desalento dos delatores, que "o fruto proibido é o mais apetecido";

iv)


muitas vezes, a transmissão mais eficaz do que se pretende transmitir é feito de uma forma simples e simplificada. eis um exemplo laconicamente brutal;

v)


ainda a propósito de comunicação eficaz.
ontem, o nosso clube do coração emitiu um comunicado a propósito de (mais) uma incongruência editorial lá pela redacção do lixo tóxico do grupo cofina.
repito: (mais) uma manifestação de pura e evidente «má fé» e de completo atropelo do Código Deontológico de quem pretende, um dia, vir a ser um jornalista íntegro.
por mim, no seguimento de diversas opiniões nesse sentido, e se tivesse o p(h)oder para tal, pura e simplesmente vedava o acesso total às instalações do Clube a trabalhadores afectos a órgãos de Comunicação Social que muito nos "amam"; mas daquelas "paixões assolapadas", não um qualquer "fogacho de Verão", bem entendido...
e se as conferências de Imprensa estivessem "às moscas", seria para o lado que dormiria melhor, porque recordo-me sempre da decisão tomada por Luís Castro, na época transacta, quando tomou as rédeas da equipa principal: a antevisão dos encontros de carácter nacional era feita única e exclusivamente aos microfones do Porto Canal. e, quando tivesse que responder, faria tal e qual como o "CR(já não tão)triste"® ao (abjecto) "canal de televisão" do grupo cofina.

na segunda parte desta "posta de pescada"®, a partir de um 'no pare, sigue, sigue' ali mais abaixo, logo depois do «gosto» do "faceboKas"®, e para quem tiver interesse, segue (mais) um exemplo (e que recupero, pois que já o abordei anteriormente, em Setembro de 2011), de um autêntico pasquim que, comigo a mandar, ficaria bem longe de nós e do "nosso mundo", e que justifica o porquê de defender aquela interdição.


"disse!"


quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

de Macau, com 'amor'... [com passatempo incluído e com novo 'recadinho']


© pasquim da Travessa da Queimada
(clicar na imagem para ampliar)



«


Não julgueis, para que não sejais julgados.
Pois, com o critério com que julgardes, sereis julgados; e, com a medida com que tiverdes medido, vos medirão também.

»


Mateus, 7: 1-5.



post scriptum pertinente [às 13h30m]:


vamos fazer um passatempo? vamos... 
então, lá vai:

1)


qual será a (cor)relação entre esta notícia (aqui) e este artigo de opinião (aqui)?

2)


qual será o motivo principal da minha indignação aquando da leitura deste artigo de opinião (aqui)?


o "prémio" a atribuir, para lá do meu reconhecimento público, será divulgado aquando da identificação do(a) vencedor(a), o(a) qual terá que acertar nas duas respostas e no mesmo comentário.



novo 'recadinho' [às 14h45m]:


© Tomo II
(clicar na imagem para ampliar)


pázinhos da Sport Tv e/ou de outros me(r)dia nacionais:


antes de tudo, "muito obrigado!" por visitarem este meu espaço e com regularidade. fico muito contente por isso; pode ser que aprendam algo que enriqueça as vossas «gloriosas» vidinhas (miseráveis? mas certamente que muito tristes).

este meu contentamento já não se repercute no que me andam a fazer com a publicação do vídeo da agressão que existiu ao Brahimi. no início foi no 'youtubiu'®; agora foi no Vímeo...
isso não se faz, pázinhos! é que não sou o único a violar os vossos direitos de transmissão televisivos, disponibilizando-os naqueles locais de transmissão...

bem... vou acelerar o meu recadinho (só) para vocês, na forma do lançamento de um desafio, está bem?

(in)tentem bloquear/censurar o GIF abaixo, que revela o que vocês querem sonegar (sabe-se lá com que «glorioso» propósito), cujo original tenho na minha posse (mas esta é uma expressão cujo significado vocês desconhecem. em Absoluto):



© Tomo II


"disse!"



da perseverança...


© Tomo II
(clicar na imagem para ampliar)


caríssima(o),

de facto, há mesmo "coisas" que me põem fora de mim - no sentido em que, sabendo que a Razão está do meu lado, não me consigo abstrair o suficiente para as esquecer, e fico a remoê-las até conseguir "levar a água ao meu moinho". haverá quem lhe chame teimosia; eu (re)afirmo que são aborrecimentos que chateiam (um bocadinho)...

portanto e para encerrar o capítulo da censura de que o canal do Tomo II no 'youtubiu foi alvo, a propósito da esperança (vã, claro!) de que a bárbara agressão de que foi alvo Yacine Brahimi e que existiu!, permaneça nesse ensurdecedor silêncio me(r)diático e como a imagem acima o confirma, eis:

1)


as imagens do lance da dita agressão, em formato GIF e em HD (!!!):



© Tomo II

2)


o vídeo de todo o lance da agressão, ie, desde a jogada em causa até à amostragem do benevolente cartão amarelo para o catalão Bralliu:


video


3)

porque não fiquei "seguro" de mim e pois que não há duas sem três, o mesmo vídeo com todo o lance da agressão (aqui) também está disponível no mais recente canal do Tomo II no 'vímeo'...


no meio "disto" tudo, mais do que esperar por uma medalha de cortiça e/ou palmadinhas nas costas, fico contente pelo jogador argelino ter passado incólume.
é que, depois de (re)ver o lance vezes sem conta, recordei-me deste episódio aqui, sendo que o jogador portista não teve tanta sorte.


"disse!"



quarta-feira, 29 de Outubro de 2014

desses aborrecimentos que chateiam (um bocadinho)... [actualizado com 'recadinho']


© Tomo II
(clicar na imagem para ampliar)



caríssima(o),

na noite de Segunda-feira, porque não o encontrava em lado algum, resolvi fazer um vídeo caseiro (que não "desses" ), com os singelos cinquenta segundos que o Porto Canal dedicou à agressão bárbara de que foi vítima o Brahimi.

demorou algum tempo "a fazê-lo" (estava sozinho, em casa, com o Guilherme...), mas consegui! posteriormente publiquei-o, não só no meu canal dedicado no 'youtubiu'®, mas também na "posta de pescada"® sobre o que aconteceu em Arouca, e na página do Tomo II no "faceboKas"®.
como deverás saber, eu não "luto" por audiências, visualizações, 'likes' & afins; mas confesso-te que, em menos de 24h, aquele vídeo já tinha perto de quinhentas visualizações completas...

pelos vistos, comecei a incomodar "alguém", quiçá muito «glorioso» de si e na esperança (vã, claro!) de que aquela agressão, que existiu!, permaneça nesse ensurdecedor silêncio me(r)diático e como a imagem acima o confirma.

para essas autênticas bestas, a minha mensagem é a de que não será assim que me demoverão!
possuo o ficheiro original e os únicos incómodos que terei serão, não só o de processar os respectivos 'uploads' de um ficheiro de (mais ou menos) 30MB (isto é: cerca de dez minutos do meu preciosos tempo para o fazer), mas sobretudo um canal alternativo onde não me bloqueiem o vídeo "só porque sim!" - pois, como afirmei na minha reclamação junto da Google, «tantos vídeos com conteúdos da SportTV, e logo o único que, à data, tinha o registo da agressão ao Brahimi é que foi denunciado. enfim... critérios editoriais...».

mas, ok! tudo bem... censurem-me o vídeo... já à agressão, ela existiu e apesar de toda essa censura me(r)diática, como se comprova:

© Tomo II
(clicar na imagem para ampliar)



já agora, se souberes de outros canais onde seja fácil e sobretudo "seguro", disponibilizar conteúdos livremente como os que estão em causa, agradeço-te que me informes, por todas as razões e mais uma: a de denunciar casos flagrantes em que o nosso clube do coração é prejudicado por forças muito «gloriosas» de si.

e, pronto. é só isto, por agora.
"obrigado!" pelo tempo precioso que despendeste em "ouvir" este meu desabafo.


post scriptum pertinente:


agora, tenham "tomates" e censurem-me o 'GIF', car@**o!!!



© Tomo II
(clicar na imagem para ampliar)



"disse!"



terça-feira, 28 de Outubro de 2014

dos viscondes (e dos) impolutos...


© google


«


um porta-voz da UEFA afirmou, hoje, à Agência Lusa, que «o protesto apresentado pelo 'spórtém' foi declarado inadmissível pelo Comité e Controlo Ética e Disciplina da UEFA».

»



caríssima(o),

só quem já não participa, ao mais alto nível, nas provas da UEFA é que poderia esperar outro desfecho que não aquele...

o que se me apraz dissertar sobre todo este "imbróglio" e para lá do seu lado ridículo e risível, é que, por "arrasto", o nosso clube do coração também será apanhado na corrente de opiniões severamente críticas e trocistas, por parte dos me(r)dia europeus. afinal, não foi o burro do Carvalho que afirmou pomposamente que «nós representamos Portugal; os outros representam províncias ou bairros»?
pese embora a "chalaça da coisa", estou mesmo em crer que iremos sofrer um pouco com este total absurdo calimero, sobretudo em termos de arbitragens desfavoráveis. quanto mais não seja, pelos "amores" que Platini tem por nós... e tudo porque o árbitro viu o lance da discórdia deste ângulo:
© google | blogue Super FC Porto


já o que não tem mesmo graça nenhuma é esse "silêncio ensurdecedor" por parte de quem redige comunicados mais rápido do que um arranque do Brahimi rumo à área contrária, e o conivente encobrimento pela esmagadora maioria da nossa abjecta, muito parcial e demasiado facciosa Comunicação Social nacionale sempre com o beneplácito da estação (cada vez menos) pública de televisão - agora sem o prestimoso contributo de hélder conduto...), a propósito do mais recente desenvolvimento do "circo Cardinal":

© DN 'online'
(clicar na imagem para ampliar)



por muito menos - bem menos, até! - desceu o Boavista de divisão e sonegaram-nos seis pontos na classificação final do campeonato...
é a "tal" "verdade desportiva" à moda Sulista - a mesma que, nos processos Apito Dourado e Apito Final termina a sua área jurisdicional no distrito de Leiria...

nunca pensei escrever "isto", mas razão tem o mesmo burro do Carvalho quando afirmou que «é um dos casos mais vergonhosos do Futebol português. é uma vergonha para o desporto português e para Portugal»...


"disse!"



desses rios que não nos dividiram... ['nortada' incluída]


© pasquim da Travessa da Queimada
(clicar na imagem para ampliar)


«

em 2001, Rui Fernando da Silva Rio foi eleito presidente da Câmara Municipal do Porto, tendo sido reeleito com maioria absoluta, em 2005, contra Francisco Assis e, em 2009, contra Elisa Ferreira. 
Terminou o seu terceiro e último mandato a 22 de Outubro de 2013, sendo a personalidade que, na História da Cidade, durante mais tempo presidiu aos seus destinos.

»


um ano (e uns diazitos) depois da data que, para Sempre, estará marcada no calendário de qualquer portista - e em relação ao presidente que, desde que me conheço, mais ostracizou o clube mais emblemático da InBicta - , reavivo a memória de uma NORTADA de Dezembro de 2004 ("o Rio Douro e o outro rio"), pela pertinência da sua actualidade.

escrevi recentemente que sinto imensas saudades deste Miguel Sousa Tavares, e não do 'enfant terrible' que vive obcecado com jogadores cujas avaliações sobre as suas aptidões técnico-tácticas (no mínimo) deixam bastante a desejar, apesar da sua inerente discussão (pela subjectividade que encerram), não já?


post scriptum pertinente:


» a NORTADA desta Terça-feira, dia 28 de Outubro, sob o titulo "um pouco de normalidade" (aqui), só peca por não abordar a questão mais recente do circo Cardinal;

» a prosa de António Simões, "óbvios que eu vi" (aqui), só peca por ter apenso a última achega do 'sínhôre' fernando a Julen Lopetegui;

» e a 28 de Outubro, a redacção do pasquim da Travessa da Queimada, pela pena de gonçalo guimarães (aqui), passados seis anos (!!!) descobriu a pólvora.



somos Porto!, car@go! 
«este é o nosso destino»:  


beijinhos e abraços sempre! muito portistas!
Muito Obrigado! pela tua visita :)



segunda-feira, 27 de Outubro de 2014

dos «bons chefes de família» e seus afins... [actualizado com vídeo da agressão ao Brahimi]


© google


caríssima(o),

desde Maio de 2008 que me considero um bom chefe de família, em parceria com a minha cara-metade, que no fundo é que manda lá em casa (e não me importo de o admitir).
desde Dezembro de 2011 que, àquela responsabilidade, acresce a tarefa hercúlea diária (mas muito gratificante) da paternidade.
desde que me conheço que sou do FC Porto, graças à (boa) influência dos meus progenitores, mas sobretudo do meu saudoso Avô - também ele um excelente chefe de família.

«partantos», serve este ligeiro intróito para te dar conta de (pelo menos) dois exemplos que contradizem o que a seguir se transcreve, para a posteridade e para memória futura, com ligeiras a(du)lterações do que foi proferido, via canal (muito pouco) público de televisão, bastando clicar na imagem para ampliar (se necessário):

«

»



entretanto e como desejou o "nosso" Casemiro, parece que (pelo menos) «seis milhões de ferrenhos lampiões» tiveram um desfecho bastante diferente do contavam, em mais um «jogo 'à Champions'». e, se calhar, esse é que foi o erro do «catedrático» e, na sua razão, o único obreiro e o único interveniente em colocar o 5lb no quinto lugar do ranking da UEFA - pois que foi ele que afirmou que «o 5lb, quando cheguei, há seis anos, era vigésimo terceiro, no ranking da UEFA; hoje é quinto»...
mas, o que esperar de alguém que também afirma que «à nossa frente ainda não está ninguém após uma derrota comprometedora? eu sei o que esperaria, se fosse com o treinador do meu clube do coração; mas tal certamente é diferente desses (pelo menos) «seis milhões de ferrenhos lampiões» e «bons pais de família»...
como "dizia", o erro foi o de se referir a um jogo numa competição onde conta com um singelo ponto em três jogos... e não adianta «atirar serradura para os olhos», pois os factos são esses mesmos e "falam por si"...

de regresso ao encontro na "Pedreira"

mais uma vez, houve "mosquitos por cordas", com os intervenientes do costume e com a benevolência e a candura de quem "os" deveria ter no sítio para agir com quem reincidentemente prevarica... mas, são assim os «bons pais de família», não é? pois é, pois é...
e o que dizer da arbitragem? parece que marco ferreira foi infeliz, tal e qual como carlos xistra, em Arouca e na mesma jornada, note-se bem! acontece que não foi esse o entendimento dos entendidos destes assuntos do apito, como a seguir se comprova:



© pasquim editado pelo sr. serpa
(clicar nas imagens para ampliar)


© pasquim editado pelo 'Quim Oliveirinha
(clicar nas imagens para ampliar)



ainda sobre o "xistrema" que houve em Arouca e porque na altura o streaming tinha parado, só soube, pelo resumo da partida no Porto Canal, que houve uma entrada violenta de Balliu sobre o Brahimi (aqui), merecedora de vermelho directo - pois que foi "uma tesoura" às pernas do argelino, quando este seguia como um "foguete" em direcção à área arouquense. pelas imagens acima, nada foi registado, sequer nos resumos nos outros canais de televisão, dedicados à causa dos "bitaites futebolísticos".
enfim... nada que um portista dos "quatro costados" não esteja prevenido e preparado, desde nascença, para a "tal" dualidade de critérios, sejam eles quais forem...

ainda sobre a partida em Arouca, eu bem que o previra.
e os srs. "jornalistas" miguel cardoso pereira (aqui) e paulo cunha (aqui), «ambos os dois» do pasquim da Travessa da Queimada fizeram-me a vontade. um grande "bem-haja!" para eles.


por último, é para mim de todo impossível não concordar com o 'off topic' redigido pelo caríssimo RCBC. certamente que será um assunto para se abordar, em breve. hoje fico-me pelos «gloriosos bons pais de família».


"disse!"



sábado, 25 de Outubro de 2014

dos resultados que pecam pelo exagero... [actualizado]




«


foi com um FC Arouca a apostar no erro do adversário que se iniciou a partida, tal e qual como Pedro Emanuel tinha anunciado de véspera.

mas, a bem da Verdade, nos primeiros cinco minutos da partida só deu FC Porto, com o lance de maior perigo a ser protagonizado por Brahimi, num remate a rasar o poste esquerdo da baliza de Goicoechea.
depois, o clube arouquense equilibrou o jogo a meio-campo, tranquilizou as suas linhas (defensivas) e até poderia ter marcado, à passagem do minuto 8, não fosse Fabiano ter protagonizado a defesa da noite, após um erro defensivo (mais um...) de Marcano.
e, numa altura em que o Arouca pressionava, desde cedo, na construção de jogo dos azuis-e-brancos e estes acabavam por demorar muito tempo até chegarem às imediações da área dos da casa, Quintero "engata" um remate indefensável, "à gaveta" da baliza defendida pelo guarda-redes uruguaio. é certo que teve sorte, pois que a bola ressaltou em André Coelho, mas a dita também levava "fogo"... e, no lance a seguir, Brahimi, sempre ele, "engata a quinta", ultrapassa o catalão Iván Balliu e assiste, "de bandeja", Jackson Martínez para o seu (na altura) sexto golo na Liga.
estava feito o que parecia ser mais difícil de concretizar - uma relativa tranquilidade na partida para o conjunto portista - e, também, o desfazer de quaisquer veleidades à equipa da casa.

até ao intervalo, continuou a só dar FC Porto, com Casemiro a ser feliz e bastante oportuno (penso que) no primeiro canto a favor da equipa e marcar pela primeira vez ao serviço do Clube.

a segunda parte, para lá do avolumar do resultado, da gestão de esforço do trio de atacantes Quintero, Tello e Jackson, e do regresso de Aboubakar (às partidas oficiais e aos golos, após assistência de Quaresma), confirmou que a forma deste FC Porto - física e no futebol praticado - ainda está por se afirmar verdadeiramente.
o FC Arouca foi um adversário macio, sem soluções para as dificuldades causadas pelos portistas, e que deixou bastante a desejar face a partidas anteriores, mormente ante as agremiações da segunda Circular.

em suma: 

« Domínio expressivo do FC Porto, materializado numa mão-cheia de golos sem resposta. Se o Arouca começou a prometer equilíbrio, foi "perdendo gás" ao longo da primeira parte e até se apagar por completo. A segunda parte decorreu sob esse mesmo signo e os pupilos de Pedro Emanuel fizeram muito pouco para contrariar os azuis-e-brancos. Tudo facilidades, neste triunfo sem contestação. »

»



caríssima(o),


mais palavra, menos frase; mais expressão falaciosa, menos demonstração de alguma «gloriosa» azia por disfarçar, será assim que eu prevejo que, amanhã, Domingo, a esmagadora maioria da nossa abjecta, muito parcial e demasiado facciosa Comunicação Social nacionale sempre com o beneplácito da estação (cada vez menos) pública de televisão - agora sem o prestimoso contributo de hélder conduto...- preferirá abordar o jogo desta noite, em Arouca: pelo prisma das hipotéticas facilidades concedidas pelo conjunto orientado por Pedro Emanuel (um dos "nossos" e que os mesmíssimos me(r)dia nunca se esquecem de referir) e nunca, mas mesmo nunca!, pelo trabalho que tivemos em tornar fácil um encontro que se antevia difícil.

portanto, é mais do que óbvio que o título desta "posta de pescada"® é todo ele irónico e dedicado aos "augustos" que nefastamente gravitam pelo nosso jornalismo e escrevem textos onde proliferam o seu fel, o seu asco, o seu «glorioso» anti-portismo primário (por que básico e rasteiro) e, pior!, o seu atropelo à Deontologia que a sua profissão exige.


por último, mas não menos importante e com toda a legitimidade que esta vitória proporciona, não posso deixar de expressar o meu regozijo por, pela primeira vez, em jogos para a Liga Portuguesa, à nossa custa e por mérito próprio e exclusivamente nosso, termos evitado as regulares matreirices por parte do habitual "xistrema".
esta noite registei três lances que... enfim... tivessem ocorrido com o nosso adversário e/ou tivessem como protagonistas jogadores de outras agremiações mais lá para Sul, ou muito me engano, ou haveria falatório por (bem mais do que) uma semana.
refiro-me (i) à queda de Jackson na área arouquense, logo ao minuto 3, por acção faltosa de Nuno Coelho; (ii) ao amarelo mostrado a Bruno Indi por ter "cortado a bola" num lance que foi mais espalhafato do que outra coisa qualquer; (iii) ao penalty sofrido por Brahimi, ao minuto 55, por toque de Luís Tinoco na sua perna esquerda.
estou (muito) curioso para saber que "justiça desportiva" virá plasmada no painel de ex-árbitros, no pasquim editado pelo 'quim Oliveirinha...


"disse!"



gaja boa (bem boa!) do distrito Aveiro, cuja cor dilecta é o azul-e-branco...



© google
(clicar na imagem para ampliar)


caríssimO,

hoje, pelas 20h15m, há jogo em Arouca, concelho do distrito de Aveiro.

vamos defrontar o clube da terra, orientado pelo "nosso" Pedro Emanuel, um jogador que muito admiro e por quem nutro um carinho especial, o qual já avisou que não irá facilitar, de todo!

da nossa parte, confio em Julen Lopetegui, na estratégia que montou e nos jogadores que convocou. seja quem for que alinhe de início, tenho a mais firme convicção de que não irá «danificar a camisola». e tenho a certeza absoluta de que os únicos assobios que se ouvirão não partirão da massa assobiativa afecta ao FC Porto, no sentido em que esta só "ataca" e "em exclusivo" no Estádio do Dragão. haverá um pouco mais de paz, portanto. mas nada que perturbe o sono a Julen Lopetegui, como se depreendeu da conferência de Imprensa de lançamento à partida em causa...

por outro lado (mas um lado bem mais agradável, estou em crer), a moçoila que embeleza estas linhas e surge na imagem ali em cima é natural de Espinhel, freguesia do concelho de Águeda, do distrito de... Aveiro.

para lá da "reportagem" que surgiu na revista J, nr. 236, confesso que pouco mais haverá a acrescentar aos seus dados biográficos.
sobre o que faz na vida, afirma que é modelo e também faz entrevistas sobre moda. também possui um canal no 'youtubiu'® e... é só.

partantos», quem souber algo mais sobre a miúda, está à Bontadinha para ajudar; só tem é que utilizar a caixa de comentários e/ou habilmente tirar partido do e-mail cá do estaminé)

da pesquisa que fiz, o que sei é que, para além de ser um "helicóptero" (nesse duplo sentido de ser bem gira e boa), é uma adepta incondicional do nosso FC Porto.
e tanto o é (um "helicóptero") que, em Março de 2011, foi capa da revista J... mas "isto" tu já sabes, pelo que me estou a repetir...

"olha", vou ser directo, ciso e conciso.
como sou um gajo porreiro, informo-te que podes "ler" um pouco mais da dita "reportagem", na segunda parte desta "posta de pescada"®,  logo a seguir ao «gosto» do "faceboKas"®, em «'no pare, sigue, sigue'».
já agora e antes que tais "pérolas" desapareçam desse imenso "mar" que é a net, tomei a liberdade de seleccionar algumas, para "memória futura". faço votos para que sejam do teu agrado (tal como foram para mim) :D
e não precisas de agradecer; eu sei que sou um querido! ;)

é mais uma beldade reserBada, não só para ti!, mas sobretudo como resposta a um repto lançado pelo caríssimo Vila Pouca, quando perguntava, num seu escrito«como podemos competir contra um clube que tem estes argumentos?».

mais uma vez, faço votos de o conseguir demover de alguma da sua incredulidade.
(literalmente) veremos se terei sucesso com esta minha demanda. sei que conto contigo para a sua justa avaliação ;)

somos Porto!, car@go! 
«este é o nosso destino»:  

beijinhos e abraços sempre! muito portistas!
Muito Obrigado! pela tua visita :)



sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

do não se "amochar" (nunca!)... [com 'brasão abençoado' incluído]


© google


caríssima(o),

eis uma resposta oficial (porque provém de um endereço electrónico do "i") ao meu e-mail matinal, e que revela muito da estirpe de que é feito algum do jornalismo luso, com posterior "recadinho" para quem de direito, que eu cá não sou de ficar caladinho e de "amochar", sobretudo quando tenho a mais firme convicção de que eu certo das minhas certezas e das minhas verdades.

já agora, informo-te de que:

i) 


deixo os considerandos para ti e para o que te aprouver dissertar na caixa de comentários, ali em baixo;


ii) 


dão-se alvíssaras a quem correlacionar o teor da primeira parte desta "posta de pescada"® com a imagem que a "embeleza";

iii) 


na segunda parte desta "posta de pescada"®, para quem tiver interesse e para memória futura, fica o que de melhor foi publicado na edição desta Sexta-feira, no pasquim da Travessa da Queimada.
é logo a seguir ao «gosto» do "faceboKas"®, em «'no pare, sigue, sigue'» ;)



«

Bom dia. 
Trabalho no "i" e sou do FC Porto. 

Dito isto, só para lhe dizer que as idiotices que você escreve deveria guardá-las para si e para quem tem a paciência de aturar idiotas. 
Como já sei que «grande Rui» não lhe vai responder, porque não está ao seu nível, não resisti a baixar o meu e responder-lhe no seu patamar de estupidez.

Só uma sugestão: para além de mim e apenas esta vez, ninguém quer saber das suas opiniões, ninguém sabe quem é o "chato do Tomo não-sei-quê" e está-se tudo a marimbar para a sua prosa mal escrita. Sugiro que vá insultar os seus amiguinhos e aqueles cuja a ignorância é tão grande que ainda o aturam.

»



ao que se seguiu:


«


exacto, sr. Augusto.

devemos ser "carneirinhos" e "amochar", não é?

e, não necessita de subir ao meu nível de educação, pois que o seu nível rasteiro de "jornalista" e a sua resposta ao meu e-mail denuncia o muito "portista" que o sr. é.

e o nível «de idiotice» da sua resposta é que é de pasmar, pois que nem sequer aborda a questão de o pasquim onde o sr trabalha ter ofendido o nome do treinador do FC Porto, apelidando-o de «flopetegui» e o sr não "os" ter tido no sítio para se insurgir contra esse facto - numa prova cabal de que, mais do que o seu "portismo", estaria a defender a Deontologia da sua profissão.
mas, claro... o sr. «está-se a marimbar» para isto tudo, não é? é o sr. e o «grande Rui»...

o administrador do Tomo II
Miguel Lima

»


"disse!"