quinta-feira, 31 de Julho de 2014

e assim falou o (literalmente) "roto" do "nu"...



eis ao que me refiro:


© ojogo | sribd
(clicar na imagem para ampliar)


"disse!"


de uma 'pipinha' num jardim de «gloriosas» vacuidades...


© google | Tomo II
(clicar na imagem para ampliar)


«


FC Puerto, la gran ilusión


continuando no Portugal dos pequenitos, a Liga dos ridículos arrasta-se penosamente pelas páginas dos jornais, decompondo-se em notícias de fedor, ora 'felliniano', ora 'kafkiano'... daria uma boa novela se a trama não fosse tão patológica. 
não obstante, o campeonato organizado por essa mesma Liga dos ridículos vem a caminho, com a aberração de 18 equipas nos blocos de partida - a maior parte delas, falidas [sic] ou em estado de falência técnica. teremos os três do costume [quem os tem... a não ser que já os tenha perdido... a garantir o interesse mínimo 'da coisa' e mais um ano de jogos televisivos em estádios vazios - ou quase... -, nalguns dos quais é possível ouvir o baque surdo da bola a cair no relvado, a voz monocórdica do rapaz do megafone a gritar «álê-álê» [sic], os jogadores a gritarem «'tou!» e os treinadores a pedirem «fecha!»... mas, já foi pior, estimado leitor. lembre-se que, há um par de anos, não tínhamos acesso aos jogos da 'premier league' inglesa, de 'La Liga' espanhola, ou da Bundesliga alemã...

de resto, é uma tristeza verificar que os futebolistas portugueses contam pouco ou nada, neste FC Porto de Lopetegui. [assim mesmo, sem aspas]
se Quaresma jogar é uma sorte e partindo do princípio que o promissor Rúben Neves é demasiado novo para entrar nas contas. os outros, ou forçaram a saída (Rolando), ou alegadamente pediram para sair (Varela) [«alegadamente» o "pipa velhaca" desconhece a seguinte afirmação de Varela, à revista "Sábado", a 07 de Junho de 2014: «Penso que as coisas poderão ter outros fins... Acho que chegou o momento de talvez experimentar outros campeonatos, mudar de ares»...], ou foram considerados imprestáveis no esquema do novo 'boss' (Licá, Josué, e vamos ver quem mais).
o treinador espanhol 'espanholizou' o FC Porto como se o mercado só comportasse futebolistas espanhóis ou ligados a clubes espanhóis.[«alegadamente» o "pipa velhaca" desconhece que, na época transacta, o dumbo de Carnide afirmou que: «A escola sérvia é uma boa escola. Se calhar, agora, os outros virão atrás de nós», depois da contratação de seis-jogadores-seis sérvios...]
é uma inflexão de 360º [sic] na política da casa, uma coisa um bocadinho estranha...

confesso: tenho muita pena de não ver portugueses na grande equipa portuguesa da cidade que deu o nome a Portugal.
veremos o resultado desta aposta invulgar - e arriscada -, avalizada e suportada por Pinto da Costa. por ora, uma certeza: Lopetegui é uma espécie de "rei Sol" do Dragão (ele manda, ele pede, ele tem) e o Castelhano é a língua oficial do FC Porto (Puerto?) [sic], em 2014/2015

»


#post scriptum:


"pipa" de mierda:

¡quiero que te vayas joder más a sus propias teorías de mierda!

y como se ha dicho "d10s": 
«¡Que la chupes y sigas chupando!»

¡cabrón!
¡maricón! 
¡puto!


seriam estas as palavras que gostaria de desejar à abécula em causa, em nome das(os) portistas que, como eu, se sentiram ofendidas(os) com a sua análise da treta...
mas, como não pretendo descer ao seu nível rasteirinho e rasca...


"disse!"



terça-feira, 29 de Julho de 2014

(breves) notas soltas em período de férias...


© google

«


a realidade dos factos é que, mesmo sendo considerado inocente, o Presidente do cepórte sofreu, de forma injusta, um castigo de 29 dias de que não pode recuperar nem ser ressarcido.

»


estou com imensa pena pelo burro do Carvalho ter estado suspenso vinte e nove dias «de forma injusta», apesar de continuar a considerar gravíssimas muitas das suas declarações públicas, ao longo da temporada transacta...

apenas pergunto: 

onde estavam os arautos paladinos da «dignificação, transparência, rigor e credibilidade do desporto e das instituições desportivas» nacionais aquando daquele "singelo" castigo de quatro meses aplicado ao nosso Incrível, por actos que ainda estão para se (com)provar nas instâncias judiciais cíveis, e que, no final, a nível das instâncias desportivas, após interposto recurso, vai-se a ver e a pena foi reduzida para «apenas e só» três jogos e, com esse expediente, lá se perdeu um campeonato?...
e qual será o valor para se ressarcir devida e condignamente o Clube prejudicado desportivamente por aquele erro grosseiro? será que aqueles mesmos arautos o poderão definir?
pois...


«


esta parceria é uma oportunidade de nos ligarmos aos catorze milhões de adeptos lampiões espalhados pelo Mundo.

»


este excerto das declarações de Hubert Frach, CEO da Emirates, pode ser encontrado a páginas 05, da edição impressa desta Terça-feira, do pasquim da Travessa da Queimada.
«catorze milhões»?! é certo que há alguém, nesta parceria, a ser "comido de cebolada" e por muito que haja quem considere que a marca "5lb" venda mais do que todas as outras juntas - o que não deixa de ser outra falácia, como aqui se demonstra cabalmente...

«


O novo treinador portista, com sensibilidade de formação, investe sobretudo na juventude espanhola, não deixando de ser curioso o facto de escolhas de há um ano, como Licá, Josué ou Ghilas, integrarem agora o rol de dispensáveis. O que ajudará a compreender a estranha revelação de Lopetegui: Varela saiu por vontade própria. Provavelmente sim, porque, num plantel pensado para promover jogadores espanhóis, deve faltar espaço para portugueses...

»


e assim continua a azia do "sr." fernando guerra, relativamente à definição do plantel azul-e-branco, para a época que se avizinha, e por muito que tenha considerado «bonita a festa de apresentação do FC Porto, apesar de resultado frouxo e exibição tristonha» - desta feita, em "tenham calma, pediu Jesus"..
e cá continuo eu a coleccionar as suas "guerrinhas", numa situação de "para mais tarde recordar(-lhe)" as suas palavras cheias de fel, espetando-as nas suas «gloriosas» fuças (ia escrever ventas, mas considerei ofensivo para os animais visados).

«


Desde que mandou construir uma torre no centro de estágio, Lopetegui já contratou seis jogadores com influências da liga espanhola - e um sétimo, o guarda-redes Fernández, está a caminho. E está em vias de mandar embora antigas promessas ou acabar com longas carreiras no Dragão...

»


ainda e sempre, a famigerada torre a fazer extrema confusão nas cabecinhas ocas de muitos "jornalistas" da nossa praça, desta feita, foi o "sr." antónio varela, no lixo tóxico do grupo cofina...
questiono-me para quando umas larachas, com igual tom jocoso, a propósito da grua mandada erigir por Carlo Ancelotti...


«


Paraíso de verão 


Nunca haverá bestas nestes tempos de verão. Só bestiais. São bestiais todos os treinadores e, especialmente, os novos jogadores. E são bestiais quem os compra e quem os vende. Claro que há sempre uma certa angústia quando se vê partir um jogador que tantas vezes disse que estar no clube era um sonho realizado. Porém, a angústia morre de morte natural e transforma-se até em alívio quando se ouve e se vê o mesmo jogador declarar-se aos novos patrões e jurar que sempre quis trabalhar com aquele novo treinador, com o qual, aliás, tanto irá aprender. Pior ainda quando dizem aquela frase lastimável: «agora, sim, sinto que cheguei a um grande clube europeu». Ingratos. Nem se lembram do que antes disseram, do que antes juraram.
A infidelidade é a característica de todo o jogador que parte. Nunca a do jogador que chega. Este é diferente. O seu amor é, sempre, de uma sinceridade comovente.
Nos jogadores novos não há pernas de pau. Todos são completos. Jogam tão bem com os pés como com a cabeça. Há os tecnicamente evoluídos e os tecnicamente privilegiados. Os seus passes são de seda, a bola sai sempre redonda e são, todos eles, jogadores com uma visão muito clara do jogo. Além disso, os novos são muito melhores do que aqueles que vão substituir. Esses já tinham vícios insuportáveis e jogavam sem ambição. Estes são diferentes. Mesmo quando também prometem que tudo farão para conquistar o título.

»


depois da questão do «descalabro» - em "dragão rico, águia depenada e fé de leão" -, também o "belenense" vítor serpa não mais conseguiu disfarçar a sua azia... o escrito acima atesta-o.


"disse!"


domingo, 27 de Julho de 2014

de uma (nova) mensagem subliminar...


© fotos da curva | Tomo II


caríssima(o),

por imperativos familiares e pessoais, apesar de, neste Domingo, ter estado na InBicta, infelizmente não pude comparecer à apresentação da equipa principal de futebol, do nosso clube do coração, aos sócios e restante indefectível massa adepta.

também não me foi (de todo!) possível acompanhar (sequer!) um singelo relato da partida; apenas consegui vislumbrar relances dos últimos vinte minutos da segunda parte, via "um qualquer 'streaming' (muito) manhoso"®.
por sugestão do meu sobrinho, aquele foi acompanhado de áudio. e ainda não esqueci o que (também) os meus ouvidos foram presenteados: um monumental coro de assobios ao meu Clube de Sempre, no jogo de apresentação da equipa principal aos sócios e adeptos, em pleno teatro de sonhos azuis-e-brancos, ante o quarto classificado da liga francesa, em 2013/2014 (!!!)...

para quem teve essa... como classificar?... "ousadia", há uma mensagem subliminar na imagem acima que retrata fielmente o meu estado de espírito, não só naqueles momentos, como também no estado Presente - mensagem essa que também resulta no meu singelo apelo para os restantes jogos da temporada que ainda não iniciou...

post scriptum pertinente:


também ainda não foi desta que te dirigi um "até já!", numa singela "posta de pescada"® com (pelo menos) um encanto natural de Verão, vulgo "uma gaja boa", para te animar durante a minha ausência. nem que fosse uma catrefada de assobiadoras profissionais... ficará para outra oportunidade, com certeza.

"disse!"



sábado, 26 de Julho de 2014

de uma adenda telegráfica [actualizado]


© google
(clicar na imagem para ampliar)


4) 

jornal do meio-dia, SIC Notícias. sensivelmente pelas 12h17m, de 26 de Julho de 2014. 
"sr." fernando guerra é o convidado para fazer a análise à actualidade da pré-época 2014/2015
a propósito do que se passa nas agremiações de Carnide e do Lumiar, o discurso sai fluído e até apresenta diversos sorrisos, alguns deles «gloriosamente» rasgados, mostrando a sua jovial plaquinha. o (pelo menos, na minha visão) "problema" surge quando é "convidado" a abordar o quotidiano azul-e-branco, mormente a homenagem ao nosso (para sempre) "Mágico": aí o rosto fechou-se, os sorrisos deram lugar a um fastidioso enfado e a fluidez (literalmente) engasgou-se. a sua inexorável 'guerrinha' chegou ao desplante de (in)tentar fazer crer que o sucesso desportivo do FC Porto de 2003 e de 2004 também foi pertença do mesmo Portugal que o menosprezou (!!); inclusive teve a imensa latosa de o comparar ao «vice-campeonato» da selecção do socolari - essa mesma, que teve por base e seu sustento, aquele mesmo FC Porto campeão e por muito que doa àquele mesmo Portugal...

infelizmente não sei disponibilizar-te o vídeo com o que atrás descrevi, pois os meus problemas técnicos mantêm-se. mesmo assim, convido-te a fazeres uma pesquisa (na net e/ou na tua box lá de casa) para comprovares o anti-portismo primário e básico, da abécula em questão.


post scriptum pertinente:


"posta de pescada"® actualizada às 22h32m, de 27 de Julho.


"disse!"




sexta-feira, 25 de Julho de 2014

dessas capitais diferenças... [actualizado]


© google

caríssima(o),

interrompo o meu período de férias para te dar conta de alguns pensamentos que se encontram no meu íntimo e que necessito extravasar:

1) 

escrevo este textinho directamente do telefone esperto da minha esposa. demorei mais de três horas a redigi-lo e sem muitas formatações - pelo menos até à sua posterior actualização. 
certamente que, neste caso, o (literalmente) burro sou eu e não quem os criou bem mais inteligentes do que a minha pessoa, e às suas "fantásticas" aplicações de texto, e aos seus "tremendos" teclados virtuais, que possibilitam toda uma experiência inolvidável para quem deseja pura e simplesmente escrever um singelo texto... 
e, sim!, não me importo de o admitir novamente: nesta estória o burro sou mesmo eu, que me sinto a escrever numa tecnologia de ponta (inclusive) móvel, mas como se tivesse recuado àquele tempo em que se disponibilizou a Internet, em Portugal - estávamos no início da década de '90
adiante.

2) 

afirmou o "clubísticamente imparcial" santos neves, ontem, 24 de Julho, na edição impressa do pasquim da Travessa da Queimada, em "um título não dá hegemonia": 
« Jorge Nuno Pinto da Costa e a SAD portista avançam em sentido oposto, como aliás (quase) sempre fizeram: o mais importante é conquistar títulos. neste caso, reconquistar. e é nisso e por redobrada razão, que o FC Porto volta a investir no reforço do plantel, do qual Fernando é o único pilar que já saiu (por 15 M€, a mesma verba que o 5lb terá recebido só pelo 'menino' André Gomes...) »

eis mais um exemplo de uma «gloriosa» (por que lampiónica) inveja, acerca da planificação do nosso plantel. seria conveniente que o sr. neves contasse a estória tal e qual ela aconteceu, ie, que o Fernando renovou contrato com o FC Porto quando poderia ter assinado livremente por qualquer outro clube. e que, mesmo assim, se é certo que a SAD portista o fez por um valor idêntico à venda dos direitos desportivos da «aposta de futuro» do meio-campo a um fundo, também não é mentira alguma afirmar que Fernando ficou pelo preço de dois garay's. que e ainda recebemos troco...

3) 

afirma o "excremento" do delgado, na edição impressa do pasquim da Travessa da Queimada desta Sexta-feira, em "uma pré-época diferente em Carnide": 
« duas coisas parecem-me certas: (a) o 5lb vai reduzir e muito, a folha salarial; (b) o 5lb vai realizar um encaixe sem precedentes. [...] louve-se a lucidez de não querer viver acima das possibilidades, podendo hipotecar o Futuro. » 

ainda estou a enxugar as lágrimas, de tanto me rir, na exacta proporção de pretender estar por cá para cobrar tais palavras. 


post scriptum pertinente:


"posta de pescada"® actualizada às 21h57m, de 27 de Julho.


"disse!"



terça-feira, 22 de Julho de 2014

«eternamente grato»



caríssima(o),

pelas seguintes linhas, irei confessar-te alguns dos meus pensamentos ao longo destas primeiras horas do dia 22 de Julho, Terça-feira.

daqui a menos de oito horas, estarei de partida para 'vacances', com a família.
a ideia inicial era agendar uma singela (por que telegráfica) "posta de pescada"® com uma sugestiva imagem acerca da praia e dos seus encantos naturais - um pouco à semelhança desta aqui, por exemplo -, para deixar um pouco de "vida" e de maravilhoso, durante a minha ausência... mas, como de boas (por que inocentes) intenções está o inferno cheio, eis que, pelas 14h de ontem, Helton da Silva Arruda resolve publicar a (para já) enigmática mensagem que se segue, via 'instagram':

© instagram | Helton
(clicar na imagem para ampliar)


não pretendo especular, mas temo que o que se pretendia que ocorresse de forma natural, depois do incidente de Março último, entretanto se possa ter precipitado, i.e., a recuperação da ruptura total do tendão de Aquiles não dará para que o nosso guardião prossiga a sua carreira profissional de atleta ao mais alto nível.
quem me conhece (inclusive pessoalmente) e acompanha estas minhas diatribes cibernáuticas desde o (entretanto desaparecido) Tomo I, certamente saberá que em Janeiro de 2010, com 34 anos de idade, sofri o mesmo tipo de lesão. quatro anos volvidos, continuo com dores (por vezes insuportáveis) e proibido, pelo médico, de praticar qualquer desporto que envolva torção do tornozelo, sendo a única excepção a natação. portanto...

assim sendo, quem sou eu para estar a aventar um desígnio e um desfecho que, à data e hora em que redijo estas linhas, não passa de mera especulação, como já o afirmei ali atrás? ninguém!
no entanto, estou em crer que infelizmente não andarei muito longe dessa (para já, hipotética) "verdade".

portanto e antecipando tal cenário, quero expressar todo o meu carinho e toda a minha gratidão, para com o "goleiro" que conseguiu que eu (e muitas e muitos portistas como eu), ultrapassássemos o estigma do "fantasma" de Vítor Baía, com muita 'souplesse'. com muita categoria. com muito profissionalismo. com muito rigor. e com muito portismo, também. 
porque também eu lhe estou muito reconhecido por todo o empenho que dedicou ao nosso clube do coração, recupero a minha carta aberta dirigida ao Helton, datada de 16 de Março de 2012 e que pode ser lida aqui - curiosamente dois anos antes do seu infortúnio...


antes de partir para as "tais" merecidas férias, finalizo esta "posta de pescada"® com uma mensagem particular para um de vós, fiel leitor mas um pouco "ciumento" em termos de direitos de imagem:

P.
sabes bem o que penso do teu trabalho. sabes muito bem a estima que tenho por ti. considero que ainda estarás recordado da nossa última conversa. 
meu caro, acredita que "vasculhei" todo o teu trabalho à procura de uma imagem em tudo idêntica àquela ali em cima. confesso-te que não encontrei... e assim se justifica o adiantado da hora da publicação destas linhas.
mas, se a mesma, por qualquer motivo e/ou razão que desconheço, me tenha (ultra)passado, e esteja disponível, e tu consideres que até é superior à dita, peço-te o especial favor de ma enviares via e-mail e, no meu regresso, a primeira coisa que farei será proceder à sua imediata substituição. acredita que não é uma promessa, antes uma ordem interior minha dirigida à minha pessoa. 
abr@ço
Miguel

até breve! 




segunda-feira, 21 de Julho de 2014

(ainda) não consta, pois não?


© google | Tomo II

«

atraso repetiu-se


à semelhança dos jogos do primeiro dia, da Taça de Honra da AF Lisboa, ontem também os horários foram desrespeitados. o '5lb vs. spórtém'começou com um atraso de quinze minutos.

»


caríssima(o),

sim!, já me encontro de férias (finalmente!) mas ainda estou activo o suficiente para, amiúde, ir lançando uns bitaites. 

a informação acima encontra-se plasmada, em singela nota de rodapé, a páginas 08, na edição impressa desta Segunda-feira, do pasquim da Travessa da Queimada.
também a encontrei a dita cuja nas páginas, referentes ao encontro, do sapo (aqui), do zerozero (aqui), e de ojogo (aqui)...

curiosamente (ou talvez não...), em todos eles não pude vislumbrar qualquer espécie de crítica acérrima e/ou comunicado explosivo e/ou declaração presidencial acalorada e/ou tentativa pública de coacção arbitral e/ou qualquer outra coisa parecida como o «escândalo» a que todo o Portugal continental, regiões autónomas e comunidades lusas espalhadas pelos quatro cantos do globo terrestre, puderam assistir em Janeiro último, e por uma estapafúrdia questão «intencional mas sem intenção de causar danos a terceiros» de (quase) quatro minutos...



© google

«

aparentemente menos sensível à realidade dos tempos, o FC Porto pode estar a tentar o movimento contrário [o do «imperativo da contenção, da acentuada diminuição de despesa, enfim, do desinvestimento»]; evita a obrigação racional em detrimento de uma opção emotiva: a ideia de que o 5lb possa reforçar a sua liderança e voltar a dominar o futebol português é insuportável para Pinto da Costa. Por dois motivos essenciais: (i) porque sabe ser perigoso deixar fugir, talvez definitivamente, o seu principal rival, e porque (ii) ele próprio não considera tanto o tempo físico do futuro do seu Clube, mas o seu próprio tempo físico, e não quer terminar a sua longa presidência em situação de declínio, correndo o risco de o final da história o transformar num anti-herói.

»


as teorizações de utópicas preocupações do "belenense" do sr. serpa para com o nosso clube do coração - como aquela ali em cima, em "todos iguais, todos diferentes-, (também) são a minha diversão diária...


"disse!"



sábado, 19 de Julho de 2014

dos "bichos" que pululam no pasquim da Travessa da Queimada...



© google

caríssima(o),

considero que o título da presente "posta de pescada"® consubstancia todo o meu sentimento de extremo "carinho" para com o pasquim editado pelo "belenense" do sr. serpa e desse anti-portista primário (por que doentiamente básico) do "sr." fernando guerra.
mesmo assim e porque não sou de me quedar somente por palavras (mesmo que de circunstância), as linhas que se seguem demonstrarão, com factos e mais uma vez, tudo o que a eles aponto de facciosismo e de clubite aguda. e, já agora, de falta de Isenção, de Ética, de Rigor, de Competência e de Conduta jornalísticas.
portanto, peço-te, desde já, desculpas por voltares a ter que gramar com este tópico, mas dado que não há, no órgão de comunicação oficial do nosso clube do coração (vulgo "torto" canal) quem o faça e/ou o desminta, e porque "quem não se sente não é filho de boa gente"... eis-me aqui novamente na defesa dos interesses do prestígio e do bom-nome do nosso clube do coração: o Futebol Clube do Porto.

principio por afirmar que o epíteto «bichos» foi retirado do artigo de opinião do sr. serpa com o título "regresso ao País entregue aos bichos", porquanto tece alguns considerandos políticos e socorrendo-se dessa expressão bem popular »continuamos entregues aos bichos». vai daí, a similaridade para com o que pretendo demonstrar foi um passinho (bem) mais curto do que a mudança de direcção de Casemiro para jogar em Portugal. mas, já lá vamos.

dessa mesma edição impressa deste Sábado - a qual não pude digitalizar -, retenho essa notícia grave para o desporto nacional e que reza assim: "Imóveis da Liga avaliados para servir de garantia. tesouraria da Liga está a seco. empresa credora recolhe viaturas emprestadas. Credores recorrem aos tribunais. Federação convoca reunião de urgência". e o paladino dessa instituição ainda tem o desplante de despudoradamente afirmar que «sinto que tenho todas as condições para governar a Liga»...

depois e tendo presente que o tema do dia é a disputa da Taça de Honra da Associação de Futebol de Lisboa - e como seria igualmente positivo que a Associação de Futebol do Porto pudesse envolver os clubes da InBicta na disputa por uma competição em tudo idêntica. nem tudo o que o Lobo de lá de baixo propõe é mau... -, retive a seguinte notícia (literalmente) de rodapé, a páginas 09: "seis adeptos identificados. desacatos num café, nas imediações do Estádio do Restelo, acabaram com intervenção policial"
imediatamente pensei para com os meus botões: "mas o que raio foram fazer os Super a Belém?!". só então me apercebi do meu precipitadíssimo julgamento, quando pude ler que «seis adeptos do 5lb foram identificados pela PSP antes do início da partida que opôs o Carnide ao Estoril, e impedidos de assistir aos encontros da primeira jornada da Taça de Hora da AFL, devido a desacatos no 'Café Unusual', nas imediações do Restelo. os indivíduos em causa agrediram algumas pessoas presentes no espaço comercial e deixaram um rasto de destruição, razão pela qual a força de segurança foi chamada ao local, para por cobro à situação. os adeptos identificados pela autoridade deverão, agora, ser chamados para depor em tribunal. antes da partida, verificaram-se outros incidentes junto às 'roulottes', mas foram rapidamente sanados.».
fossem os Super, ou outro grupo organizado e legalizado de adeptos afectos ao FC Porto, e a capa da edição em causa seria completamente diferente... como foram seis energúmenos afectos ao Carnide, basta um singela notinha de rodapé, na última página dedicada à competição em apreço... 
siga!

a páginas 13, começam as notícias referentes ao quotidiano azul-e-branco, com o devido destaque para o «novo galáctico do 'dragão': Casemiro», o qual chegará por empréstimo.
ainda me recordo do que o pasquim afirmava a 13 deste mês, e do autêntico 'flick-flack' nas suas firmes convicções, nas últimas 24 horas... e também não me esqueço do que sustentavam os "jaimes alho" desta vidinha, que bem podem ir para dois ou três lugares que eu cá sei, e enrolar bem enroladinhas as suas teorias da treta e enfiá-las onde melhor lhes prouver...
adiante!

a páginas 20, da mesma edição, o "jornalista" pedro cadima elegeu a seguinte parangona, numa notícia referente ao clube do guardanapo: "Ramsteijn já ofuscou Indi. iniciou época de 2011/2012 como titular no Feyenoord, à frente de Martins Indi"
"car@go! tu queres ver que quem dirige os destinos do meu clube de sempre, há mais de trinta anos, está efectivamente a perder qualidades?". mais uma vez fui precipitado no meu julgamento. no desenvolvimento da notícia-choque, pode ler-se que «Ramsteijn, internacional Sub-21 pela selecção laranja, entretanto intercalou passagens pelo emblemático clube de Roterdão [o Feyenoord], com cedências posteriores a Excelsior, Venlo e Sparta de Roterdão, na última época.». mais à frente lê-se também que «o seu momento de afirmação aconteceu na época 2011/2012, mas revelou-se curto, por culpa de uma lesão terrivelmente ruim, que acabou com o seu estatuto de titular [no Feyenoord, vítima de uma ruptura total dos ligamentos do joelho esquerdo]. não mais voltou a vestir a camisola do Feyenoord, procurando reabilitar-se naqueles empréstimos».
não é preciso "dizer" mais nada, pois não?...

entretanto, informam-me que o 'wally' Oblack, desaparecido neste início de época e à semelhança de há um ano atrás, já foi visto... mas longe de Carnide:


© google


mas o que é que este aparte se relaciona com o que entretanto se expôs?
um de vós, provocador nato, anti-portista primário e lampião em termos para lá de secundário, sabê-lo-á interpretar correctamente - ele que resolveu mandar umas larachas acerca da «escravidão» do Fucile e do «injusto castigo» ao Rolando.



© henricartoon
(clicar na imagem para ampliar)



finalizo esta (já muito longa) "posta de pescada"®, dando-te conta de que estarei de volta ao teu conBíBio no decurso da primeira semana de Agosto.
até lá, estarei a retemperar energias para a próxima época desportiva, para a qual reserBo enormes expectativas. 

entretanto, porque não quero que te falte nada e para quem tiver interesse, deixo (também) o que "de melhor" se publicou nas edições impressas seguintes, do pasquim da Travessa da Queimada, e que reiteram tudo o que atrás convictamente afirmei:

»edição impressa de Terça-feira, dia 08 de Julho;

» a edição impressa de Quarta-feira, dia 09 de Julho;

» a edição impressa de Quinta-feira, dia 10 de Julho;

» a edição impressa de Sexta-feira, dia 11 de Julho;

» a edição impressa de Terça-feira, dia 15 de Julho;

» edição impressa de Quarta-feira, dia 16 de Julho;



até breve! 



sexta-feira, 18 de Julho de 2014

de um (pertinente) preciosismo jornalístico...


© google | Tomo II

«


exmos senhores
vítor serpa e fernando guerra,

como já o deverão saber, mormente desde Maio de 2012 - momento do meu primeiro e-mail -, o meu nome é Miguel Lima e sou um fervoroso adepto do Futebol Clube do Portocaso ainda não estejam recordados da minha pessoa, sou o "chato do gajo do blogue Tomo II"... exacto!, esse mesmo...

pela presente mensagem, apresento-vos uma pertinente reclamação, enquanto vosso cliente - pois que leio o vosso pasqui... "jornal" e amiúde visiono o vosso "idóneo" (porque bastante «glorioso») canal de televisão regularmente (i.e., todos os dias)a mesma refere-se ao seguinte episódio, o qual será retratado na forma interrogativa:

» como é que V. Exas. foram capazes de, em duas edições impressas, nessa possibilidade de um conjunto de oitenta páginas (quarenta por edição, portanto), não terem sido capazes de informar os vossos leitores, inclusive e sobretudo os afectos ao quotidiano azul-e-branco, do resultado do encontro, de carácter particular é certo, que opôs o FC Porto B aos ingleses do Nottingham Forest FC, na passada Quarta-feira, dia 16 de Julho de 2014?

» como é que V. Exas. explicam aos vossos leitores que, repito, em duas edições impressas, num total de oitenta páginas, não tenham sido capazes de reservar um singelo parágrafo que fosse para dar conta da derrota caseira (vejam lá V. Exas...) do (ainda) imberbe conjunto luso ante aquele conjunto de verdadeiros "armários" britânicos?
será que os vossos leitores, inclusive os afectos ao FC Porto, que também os há!, não merecem esse respeito da vossa parte: o de serem devida e condignamente informados de toda a actualidade futebolística nacional?

bem sei que podereis argumentar de que o resultado final e a singela crónica à partida em causa, está disponível também na vossa página na Internet.
recordo-vos porém que, enquanto «membro honorário da Ordem do Infante D. Henrique», agraciado com a «medalha de mérito desportivo», o vosso pasqui... "jornal" está obrigado a, no mínimo, cumprir com os preceitos estipulados no Código Deontológico da profissão que resolveram abraçar - já para não referir o conceito de Ética profissional... -, e que os (nada) modestos oitenta e cinco cêntimos que custa cada edição impressa deveriam igualmente obrigar-vos a, também no mínimo, apresentar um pedido de desculpas aos vossos leitores pela sonegação de informação que legitimamente adquiriram mas que indesculpavelmente (ainda) não viram cumprida.


para finalizar e sem vos querer tirar muito tempo, lanço-vos duas rápidas perguntas às quais, não nego, agradeceria uma resposta da vossa parte, tendo em linha de conta o vosso silêncio desde a última vez que vos as apresentei:

pergunta 1)

não acham que é legítimo que os adeptos portistas que, tal como eu, compram o vosso pasqui... "jornal" que V. Exas. tão «gloriosamente» editam todos os dias e também assistem às emissões do vosso "canal de televisão", voltados sobretudo para o público alvo da agremiação de Carnide (vulgo 5lb), considerem que quem trabalha para o 'pasquim da Travessa da Queimada' não são mais do que uns jornalistas vendidos aos clubes da Segunda Circular, sendo seus autênticos pés-de-microfone e que não passam de uns verdadeiros "invertebrados", cujo Rigor, Ética e Deontologia a que estão obrigados, são diária, quotidiana e (lá está) tão «gloriosamente» ignorados?
(e por muito que o vosso Editor-Chefe, joão (nada) bonzinho, escreva na edição desta Sexta-feira, em "macacos me mordam", que «os jornalistas desta casa não estão (e nunca estarão) ao serviço de empresários, dirigentes ou directores de clubes; tentam alguns dirigentes, directores de clube ou empresários, servir-se dos jornalistas? têm os dias contados»)

pergunta 2)

perante tantos "atropelos" ao Código Deontológico da vossa profissão e sobretudo, perante tanta discriminação para com a instituiçãFutebol Clube do Porto - à história e prestígio do Clube, dos atletas e dos seus profissionais -, não consideram que seria legítimo que o clube da InBicta, já nesta época desportiva, em todas as modalidades em que estivesse envolvido, não só vos fizesse um 'blackout' informativo como também vos impedisse de frequentar as suas instalações?

hão-de convir que são duas perguntas pertinentes e que se focam sobretudo no devido contraditório de matérias que o vosso pasqui... "jornal" edita diariamente e que têm sido por vós e pelos vossos sabuj... "jornalistas" abordadas de uma forma (digamos assim) muito "enviesada", ignorando aquelas premissas deontológicas, referidas anteriormente.
também terão que concordar que as vossas respostas a estas questões permitirão elucidar os leitores afectos aFC Porto no que concerne ao tratamento jornalístico dado ao quotidiano do clube e que o vosso pasqui... "jornal" insista que «não é diferenciado».


despeço-me, apresentando os meus melhores cumprimentos e reescrevendo a minha ideia final, patente em todas as minhas mensagens, por ser algo em que acredito:
« sei que "isto" mais não é do que um desabafo de alguém que gosta de Futebol e é indefectível portista. se comparado, com a situação económica do nosso País, por exemplo, este assunto "são 'peanuts'"...
mas, também compreenderão que não poderia ficar calado com (mais) esta incongruência do foro do tratamento jornalístico que vosso pasqui... "jornal" "brinda" os leitores afectos ao FC Porto diariamente... »

somos Porto!, car@go!  
«este é o nosso destino»: 

«a vencer desde 1893»! 


o administrador do Tomo II
Miguel Lima

»


post scriptum pertinente:


na segunda parte desta "posta de pescada"®, segue um breve excerto de um artigo do "jornalista" carlos rias, sob o título "continuidade... ou revolução?", publicado na edição impressa desta Sexta-feira, dia 17 de Julho, o qual é bastante elucidativo sobre as tais «gloriosas» invejas de que aqui me referi.

quarta-feira, 16 de Julho de 2014

"amat victoria curam"




caríssima(o),

antes de tudo, peço-te muita desculpa pela minha ausência, no Presente.

depois e apesar da minha crença e da minha mais firme convicção de que partiremos para um mundo (bem) melhor do que o que vivemos, o meu estado de espírito ainda não encontrou melhores dias, pelos motivos de que aqui partilhei contigo...

mesmo assim, não estou indiferente (também) às mais recentes movimentações do nosso clube do coração no actual mercado de transferências e (também e como assim) a algumas invejas de que já é alvo - como esta aqui, por exemplo.
portanto, estou com bastante confiança no Futuro, o qual estou convicto e convencido de que será pintado em tons azuis-e-brancos obviamente. e assim se justifica o título da presente (e ultra-telegráfica) "posta de pescada"®, o qual se inspirou no lema da nova linha gráfica do Clube e cuja tradução portuguesa imediata é a de que «a vitória ama a cautela» porquanto (e em castelhano) «la victoria favorece o es propicia a los que se preparan»...


para finalizar, eis mais um reconhecimento internacional (o qual não pude dissociar daquelas «gloriosas» e centralistas invejas):

(clicar na imagem para ampliar)


«portugese topclub»... brutal!



"disse!"