terça-feira, 30 de Setembro de 2014

carta aberta ao João Ferreira, do 'mística'


© google | Tomo II


João, meu caro,

nem sei por onde começar...
talvez por te informar que sinto o meu coração pesado e apertado, tal a angústia que sei que estarás a sentir neste momento.

«quem escreve assim não é gago. de todo! questiono-me se não será também um alvo a abater...», escrevi ontem à noite.
nunca considerei que fosse premonitório... 
e só soube das ameaças veladas, vis, cobardes de que tu e a tua família foram alvo - perpetradas dessa forma sempre tão sui generis pelos mesmos valentões que nunca se ausentam da frente de um monitor e só se manifestam perante um teclado - pelo que entretanto foi escrito na caixa de comentários do "reflexão portista", no post "a fatwa" (termo árabe para o significado de fátua).
e, porque entretanto o post "o Saúl é do quer alho" foi eliminado do "mística do dragão", só posso deduzir que aquelas terão sido mesmo sérias...


João,

não te conheço pessoalmente. e virtualmente tudo o que (não) sei sobre ti é graças aos teus escritos - mormente desde esse extremamente rebelde "os e-mail's do João", o teu espaço de eleição e que me cativou desde o primeiro minuto que por lá apareci.
como nunca me canso de o repetir, estou certo de que "o meu portismo não é maior do que o teu". só lastimo que haja energúmenos que não percebam o alcance desta postura e desta forma singela de se viver o Clube, o nosso Clube, o nosso Amor comum, essa paixão irracional que nos tolda o discernimento e nos faz cometer loucuras. acontece porém, que esta "insanidade" nunca poderá degenerar em violência, pelo que é para mim de todo inconcebível que haja "portistas" que ameacem outros portistas, ao abrigo sabe-se lá de que valore$, só porque estes últimos possuem um blogue e resolvem tecer críticas (mormente construtivas) sobre o quotidiano azul-e-branco. isto é tão-somente o raiar o absurdo de algo que nunca será "portismo".
esta forma de ser, de estar e de viver o Clube não se coaduna com o meu Espírito, com a minha Fé, com as minhas convicções, com a minha irracional racionalidade de adepto, com a minha Cidadania, com o Respeito que fui ensinado a ter pelo Outro. 

portanto, João, fica a saber que poderás contar sempre com o meu apoio nestas horas que sei que são difíceis para ti e para os teus. 
arranjar chatices só porque há quem não goste do que escrevemos com a nossa mais firme convicção, no mais puro e pueril exercício desse direito de cidadania expresso e consagrado na Constituição da República Portuguesa - o da "Liberdade de Expressão e de Informação" (art. 37º) - é uma autêntica ignomínia!
mais: sermos "obrigados" a infligir auto-censura só para obtermos alguma "paz" é o pior que pode acontecer a um blogger, sobretudo a um portista indefectível e dos quatro costados como tu, que usa a argúcia e a astúcia dessa "arma" que é escrita como muito poucos. 


por último, consta que o nosso FC Porto empatou estoicamente em Lviv, na Ucrânia. que foi uma jogatana nossa e que perdemos uma vitória que nos seria inteiramente merecida graças a dois erros defensivos (no mínimo) infanti... evitáveis. 
acredita que o brado do nosso segundo golo e que ainda ecoa nas paredes da minha sala de estar, é incomparavelmente baixo perante todo o desconforto que sinto com esta aberrante situação...


forte abr@ço solidário, João!




de um verdadeiro complemento directo...


© Pedro Marques | Tomo II
(clicar na imagem para ampliar)


caríssima(o),

uno a "minha voz" ao mais profundo descontentamento público expresso pelos digníssimos bloggers Augusto Baptista Ferreira (administrador do extremamente azul "portistas anónimos") e João Ferreira (colaborador no extremamente portista "mística do dragão"), a propósito da sonegação de um direito consagrado na Constituição da República Portuguesa: o da "Liberdade de Expressão e de Informação" (art. 37º).

politiquices e demagogias bacocas à parte, convém recordar que aquele foi tão-somente um dos direitos fundamentais que muito custou a ganhar pelos capitães de Abril.
e que a própria Revolução de Abril é um dos momentos históricos que o nosso clube do coração utiliza para demonstrar a ruptura entre o que existia e "era Lei" num Passado recente com os triunfos desportivos obtidos em plena Democracia.
portanto, sonegar aquele direito, plasmado na Lei Fundamental deste país, seja de que forma for, sob que pretexto(s) e com que intenção(ões) só pode envergonhar quem o pratica.

no caso em concreto, consta que terá acontecido ao (entretanto "defunto") "tactical porto" - um blogue que expunha, entre outras temáticas, algumas das ineficácias tácticas de Julen Lopetegui.
consta também que Fernando Saul, um dos speakers do Estádio do Dragão, ter-se-á insurgido contra o teor das publicações do blogue em causa e que, depois da publicação de um post na sua página oficial do "faceboKas"®, o "tactical portodeixou de "ver a luz do dia" e passou a ser mais uma penosa treva cibernáutica...

como não acredito em coincidências, lastimo que se tenha calado, de uma forma torpe, vil, baixa, rasteira, cruel e demasiado cobarde, uma voz de um adepto (pretensamente) portista, em nada demasiado "orgulhoso" do seu portismo e que eu amiúde consultava com relativo interesse.
desagrada-me perceber que há uma Censura silenciosa que actua em prol de um pretenso bom-nome do Clube junto da sua massa crítica.
enoja-me entender que haja quem, com estas atitudes, se coloque num pedestal, numa situação diferenciadora entre aquela massa crítica e sobretudo entre a massa adepta - como que se arvorando de "portista superior aos demais".
entristece-me reconhecer que, com estas atitudes bestas, não só estamos a dividir quando deveríamos estar unidos e focados como um Todo, como também estamos a "dar autênticos tiros nos pés", no sentido em que os nossos inimigos - que os há. e que os temos. e cada vez em maior número - muito se estarão a rir e/ou a deleitar com todo este frenesim.

como tão bem escreveu João Ferreira e eu subscrevo, na íntegra:

«


Um portista a sério não é cego. É inteligente e observador. Perspicaz e curioso. Interessado e crítico. Um portista não é burro, ao ponto de meter à boca "a palha que lhe dão de comer" sem a analisar. E a crítica, desde que construtiva, faz parte da vida de qualquer clube democrático. É com ideias e com o debate das mesmas, que um clube avança; não é com cegueira.

»



quem escreve assim não é gago. de todo! questiono-me se não será também um alvo a abater...


por último, na segunda parte desta "posta de pescada"®, a partir de um 'no pare, sigue, sigue' ali mais abaixo, logo depois do «gosto» do "faceboKas"®, a justificação para o pertinente título da dita cuja e o motivo inicial para a sua elaboração - cuja redacção foi alterada com o preâmbulo acima, dada a magnitude da sua importância reflectida na minha existência pessoal e enquanto blogger desse "maravilhoso mundo que é a bluegosfera"®.


"disse!"



sexta-feira, 26 de Setembro de 2014

dos fundamentalismos e das ilegalidades...


© google | Tomo II


caríssima(o),

escrevo-te completamente endiabrado. explico, começando definitivamente pelo que considero de melhor.
e o melhor, para mim, na edição impressa desta Sexta-feira, do pasquim editado pelo "belenense" do sr. serpa é indiscutivelmente o artigo de opinião t-o-p de Pedro Marques Lopes "apenas o jogo deste fim-de-semana", na sua coluna semanal BRASÃO ABENÇOADO. acredita e confia em mim quando (re)afirmo que vale pelo seu todo, ok?

depois... bem, depois é o completo deboche:
desde o arrozado de miguel cardoso pereira no "tema do dia", a (in)tentar colocar mais «pressão» no Clássico desta noite, no "reino muito distante dos viscondes falidos de Alvaláxia"®, mas, bem lá no fundo, a expressar publicamente o seu muito «glorioso» desejo para o desfecho final; passando pelo «fundamentalista» editorial do "intestino" do Delgado, e terminado no muito mauzinho e porventura «ilegal» artigo de opinião do joão (nada) bonzinho.
acredita que valeu um pouco de tudo para impunemente se atentar contra o bom-nome, a reputação e a seriedade do Futebol Clube do Porto - em toda a sua direcção e massa adepta -, não lhe sendo devidos (pelo menos) o Respeito e as Isenção, Ética e Profissionalismo da profissão que aquelas autênticas bestas ali atrás referidas deveriam ter, mas que nunca tiveram, não têm nem nunca terão.
tanto assim é que as ditas (e sem qualquer ofensa para os asininos) me motivaram a dirigir-lhes um e-mail de contestação, sobretudo às duas últimas e cujo teor partilho contigo um pouco ali mais para a frente, na segunda parte desta "posta de pescada"®, a partir de um 'no pare, sigue, sigue' ali mais abaixo, logo depois do «gosto» do "faceboKas"®.

por último e porque "ele" (o Clássico) está quase a começar, não posso deixar de manifestar o meu mais fervoroso desejo de vencermos o spórtém esta noite. e exprimo-o de forma bem redobrada (pelo menos e no mínimo), depois de ter lido o que esta autêntica cavalgadura proferiu no decurso do dia de ontem:


© pasquim do sr. serpa
(clicar na imagem para ampliar)


ah!, é verdade.
infelizmente e por motivos profissionais, só estarei de regresso ao teu convívio na próxima Segunda-feira, dia 29 de Setembro.
até lá e mais uma vez, (re)afirmo o meu desejo de uma vitória em Alvaláxia, igualmente para podermos comemorar condigna e sorridentemente os 121 anos de existência do nosso clube do coração.


"disse!"


quinta-feira, 25 de Setembro de 2014

com certeza que é marosca de Pinto da Costa...


© UEFA
(clicar na imagem para ampliar)


"disse!"



quarta-feira, 24 de Setembro de 2014

para (só) rir...


como gostava que esta Sexta-feira a «praga» continuasse...


© pasquim do sr. serpa
(clicar na imagem para ampliar)


[sem comentários...]


© pasquim do sr. serpa
(clicar na imagem para ampliar)


"disse!"



depois de dez anos a penar na "fruteira" do ricardo bosta...


© FPF
(clicar na imagem para ampliar)


(mais) uma decisão que peca por tardia (dez anos, pelo menos).

(mais) uma decisão que transforma os processos "Apito Final" e "Apito Dourado" em algo demasiado inqualificável em termos judiciais, e cujos pífios resultados só poderão envergonhar quem tanto os alimentou.

(mais) uma decisão que comprova que a "fruta" e os "quinhentinhos" e o raio que os parta a todas(os), reside na mente de muito «gloriosa» gente.

(mais) uma decisão que já está a incomodar a esmagadora maioria da nossa abjecta, muito parcial e demasiado facciosa Comunicação Social nacionale sempre com o beneplácito da estação (cada vez menos) pública de televisão - agora sem o prestimoso contributo de hélder conduto...).
[vide este interessante videozito (aqui), bastante elucidativo.]

(mais) uma decisão que, não só ajuda a explicar algum do ensurdecedor silêncio da Administração da SAD, mas também que dará a eventuais (mas certamente legítimos) pedidos indemnizatórios, por parte dos visados, a quem de direito.


"disse!"



terça-feira, 23 de Setembro de 2014

dessa desfaçatez despudoradamente sem vergonha...


© ojogo

«

Há uma gestão que está a ser feita, mas qualquer árbitro da primeira categoria está apto para arbitrar qualquer jogo da primeira divisão. 
Na teoria os árbitros internacionais deveriam estar nos grandes jogos, mas há condicionantes regulamentares e de disponibilidade física.

»



caríssima(o),

a autoria da frase acima pertence ao presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol, José Gomes e data de Março deste ano.
se a cruzarmos com as declarações do 'shôr' vítor ("bitó" para os Amigos), reproduzidas na imagem acima, chegaremos à conclusão de que as nomeações dos árbitros para a sexta jornada da actual edição da Liga Portuguesa deixam muito a desejar em termos de se cumprir a norma explícita de «os melhores árbitros para os grandes jogos»:


© FPF
(clicar na imagem para ampliar)


entretanto e perante o ensurdecedor silêncio da administração da SAD azul-e-branca, continuamos a "comer geladinhos com a testa"...


"disse!"



bons moços ['nortada' incluída]...



caríssima(o),

penso que tudo já terá sido dito sobre o encontro do passado dilúvio, perdão do passado Domingo.
no entanto, considero que ainda falta a exprimir a liberdade das minhas considerações, as quais seguem dentro de momentos, de forma avulsa e um tanto ou quanto desordenada.

1)

antes de tudo, manifestar o meu agrado pessoal por ter conhecido, «ao vivo e a cores» dois "dos nossos", ainda timidamente imberbes nestas lides cibernáuticas: o Nuno Almeida e o Jorge Vassalo. foi muito bom ter convivido com eles e perceber o portismo que transpira dos seus poros.

2)

depois, não sei se já te apercebeste de que temos um estádio para lá de cinco estrelas.
com uma autêntica bátega, um verdadeiro dilúvio como já não me recordava, o relvado do nosso teatro de sonhos azuis-e-brancos esteve imaculado, i.e. i-m-p-e-c-á-v-e-l e assim permaneceu durante todo o desafio, nunca se transformando num qualquer batatal.
assim de repente, recordei-me momentaneamente do que (não) teria acontecido se tivéssemos sido visitantes no Bessa e dos desafios que por lá ocorreram na altura em que no Bessa não morava o Boavistinha do passado Domingo...

3)

para lá de todas as incidências da partida, inclusive as referentes à arbitragem, o futebol que consegui vislumbrar na equipa deixa-me tranquilo relativamente ao Futuro.
não nos poderemos esquecer de que esta equipa é nova, extremamente jovem e com rotinas que só subsistem há pouco mais de quatro meses. mas, é para mim muito tranquilizador perceber que já existem rotinas. e que já se percebe algum do trabalho diário nos treinos, mormente nos lances de bola parada. e que, neste curtíssimo espaço de tempo, há mais intensidade do que durante toda a época transacta.
portanto, considero que é muito prematuro estarmos a criticar o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido e que qualquer analogia com aquele Passado recente peca por defeito - no sentido exacto e extremo do que já foi referido. e porque indubitavelmente ficou demonstrado que qualquer "pau de vassoura" não serve para treinador do nosso clube do coração.

4)

Maicon foi imprudente no lance em que resultou a sua expulsão. foi, em bom português tripeiro, morcão. mas, do que não me irei esquecer desse momento "nefasto", foi da rapidez com que o juiz de Fafe "sacou" do cartãozinho com a mesma cor do equipamento que envergo(nho)u, curiosamente em tudo idêntica à da sua assolapada paixão clubística e de que o seu progenitor faz alarde lá para a Taberna da Esquiça... e que nem me tentem "endrominar", que o que escrevo é verdade, pois que estava de frente para o lance, que ocorreu muito perto de onde estive a ver o jogo.
agora, o que lamento é que, na mesma partida, o mesmo juiz não tenha tido a coerência de admoestar o que a seguir se publica para memória futura. note-se que foram lances cujos protagonistas do clube do Bessa saíram imaculadamente incólumes (sem qualquer amostragem de um qualquer cartão, sequer amarelo portanto):

(clicar na imagem para ampliar)



5)

uma pergunta retórica:

o que já não se teria escrito se esta autêntica palhaçada (aqui) tivesse ocorrido no Estádio do Dragão?


© google


6)

o nosso enfant terrible igual a si próprio, na NORTADA publicada na edição impressa de hoje, no pasquim editado pelo "belenense" do sr. serpa:



© pasquim da Travessa da Queimada
(clicar na imagem para ampliar)


7)

uma besta será sempre uma besta, tal como «um vintém é sempre um vintém e um cretino será sempre um cretino»:


© pasquim da Travessa da Queimada
(clicar na imagem para ampliar)



"disse!"



segunda-feira, 22 de Setembro de 2014

dessas «adversidades com as quais não contávamos»*... [actualizado com um vídeo muito interessante]

um sabujo será sempre um sabujo:

© Tomo II
(clicar na imagem para ampliar)


consta que o enzo pérez teve uma entrada em tudo igual à do Maicon - como este videozinho o comprova:


© Tomo II
(clicar na imagem para ampliar)


© Tomo II | FC Porto para sempre
(clicar na imagem para ampliar)



mas, na edição impressa do pasquim editado pelo sr. serpa...

© Tomo II
(clicar na imagem para ampliar)


*

expressão retirada das declarações de Julen Lopetegui

post scriptum pertinente:

» o vídeo da agressão do Enzo Pérez pode ser (re)visto aqui

» a crónica ao jogo seguirá um pouco mais lá para o final do dia, o qual está a ser "ao mais alto nível"...


"disse!"



sábado, 20 de Setembro de 2014

«contra tudo e contra todos, venceremos!»


© google | Tomo II



... com as nomeações para este final-de-semana, o 'shôr' vítor ("bitó" para os Amigos)  deve pensar que os portistas andam "a comer gelados com a testa", «e que assim»...


"disse!"



sexta-feira, 19 de Setembro de 2014

material de leitura diverso [com 'brasão abençoado' incluído]


uma crónica t-o-p!


© pasquim da Travessa da Queimada
(clicar na imagem para ampliar)

uma resposta à altura!


© pasquim da Travessa da Queimada
(clicar na imagem para ampliar)


uma análise (muito) "belenense"!


© pasquim da Travessa da Queimada
(clicar na imagem para ampliar)

uma análise (muito) "clubisticamente imparcial"!


© pasquim da Travessa da Queimada
(clicar na imagem para ampliar)


em suma:

(e plagiando indecentemente o "bluesky")


« passámos numa "biela russa" como se fosse uma auto-estrada!! »


bom final-de-semana! para ti e para os teus :D


quinta-feira, 18 de Setembro de 2014

rescaldo de uma noite europeia...


© google


caríssima(o),

estamos em êxtase, car@go!


acho que já merecíamos uma noite assim: de Champions!

"calma, Miguel! foi frente ao BATE Borisov, não contra uma qualquer equipa de topo e/ou "tubarão" europeu!", estarás a pensar...
pois, de facto "o tal" historial do BATE frente a equipas portuguesas não é muito famoso. e peca por escasso - no sentido em que, só desta feita, é que foi goleado. mas não deixa de ser assaz curioso constatar que outros, inclusive ditos «gloriosos», que já os defrontaram num passado recente, não tenham tido a argúcia, a Arte e o engenho de nos ter igualado neste aspecto...
sem qualquer ponta de sobranceria e/ou de soberba bacocas, afirmo «apenas e só» que estou a constatar factos e a contrariar uma opinião que ouvi na TSF, aquando do regresso a casa, de que este jogo tinha sido «um passeio» ante um opositor «fraco, débil em termos futebolísticos e que não é digno desta competição»... assim de repente, também me recordei do que uns comentadores espanhóis referiram acerca do SC Braga, quando os gverreiros participaram na Champions pela primeira vez, em 2010/2011, e foram categoricamente goleados pelo Arsenal no seu primeiro jogo. depois... bem, depois, foi o que se sabe, do seu prestígio europeu e para um clube da sua dimensão...

portanto: 

só por manifesta má-fé (e extrema azia pelos resultados das agremiações da Segunda Circular. e pelo sucesso desportivo que já temos, pela presença numa fase de grupos que a crítica dava como perdida - e mesmo que tenhamos defrontado o actual líder da Ligue 1 para aqui chegar...) é que se podem tecer considerandos como aqueles...

mais: 

na época passada tivemos o regresso do nosso Incrível ao nosso teatro de sonhos azuis-e-brancos. estávamos em finais de Outubro e o "motor a diesel" ("do") Fonseca começava a dar os primeiros sintomas de que viria borrasca na certa... na partida em causa, por uma aselhice de Herrera (e logo na sua estreia!), estivemos a jogar em inferioridade numérica desde o minuto 5. acabámos por perder pela margem mínima, nos instantes finais, "graças" a um enorme buraco que se abriu na nossa defesa.
eu vim completamente f*dido dos cornos, ao contrário de hoje. eu e todos que lá estivemos. não me recordo de «quinze minutos de palmas» nem de outras manifestações que só indiciam que actualmente estamos no bom caminho desportivo, porventura ao contrário de outras paragens, mais lá para Sul. nem me recordo de termos tido uma crítica jornalística favorável e que nos passou as mãozinhas pelas costas, e que nos afagou o cabelo, e que nos disse "deixa para lá. terás melhor Sorte no próximo jogo", bem pelo contrário...

ainda sobre ocorrências na partida desta noite:


para lá do golaço de Brahimi, logo aos 5', hoje aplaudi, de pé, a equipa na ida para as cabinas, após o apito final. foi inteiramente merecido e estão todos de parabéns, pela forma como souberam tornar fácil um jogo que poderia ser difícil, pois que há sempre o fantasma de podermos viver um novo Artmedia...
outros há que, quando vão ao Dragão, com a equipa a golear mas também a "descomprimir" na recta final, mesmo assim preferem assobiar.
desculpem lá voltar a "bater no ceguinho", mas acho que isso é tudo menos apoiar a equipa. e mais não digo para não ser deselegante...


duas (breves) notas finais:


© google


reina por aí uma «gloriosa» indignação pelo gesto do Incrível, aquando da sua substituição no antro do Carnide e mesmo sendo públicas as suas justificações, afirmando que:

«


Os adeptos do 5lb estavam a insultar-me, como é normal fazerem com os jogadores adversários. Nós só temos de escutar, e não discutir com eles. Mas, naquela hora, juntei os dois dedos porque estava 2-0... Mas não é falta de respeito.

»


eu considero que o Incrível falou bem. ele, mais do que qualquer outro «jogador adversário», sofreu (literalmente) na pele as agruras do que é disputar uma partida por lá. quem não se recorda do "túnel da Luz"? ou da verdadeira essência desportiva (e da falta desta) de se terem desligado as luzes e accionado o sistema de rega, finda uma partida em que por lá celebrámos a conquista de mais um campeonato?...
pois... é bom que se tenha memória e que também não se soneguem factos que já por lá ocorreram e que se lamentam - como os de Maio de 2012. e não, também não me esqueço do que aconteceu no Dragão, em Fevereiro de 2012, frente ao Manchester City "de" Yaya Touré e Mario Balotelli.
a grande diferença é que, graças a uma cambada de energúmenos - que os há em todos os clubes -, nós fomos punidos pela UEFA de Platini... já o 5lb passou incólume. até à data...


© pasquim da Travessa da Queimada
(clicar na imagem para ampliar)


na imagem ali em cima fica o registo, para a "posteridade" e para memória futura, do que "de melhor" se pôde ler na crónica bagaceira de eduardo 'cutty sark' bOrroso, publicada na edição desta Quarta-feira, no pasquim da Travessa da Queimada.
lê-lo criticar quem, nos últimos tempos, desde Janeiro de 2012, tem tantas (ou se calhar bem mais) legítimas pretensões para condenar uma arbitragem a todos os níveis lamentável, só dá para rir. e para desejar que 26 de Setembro chegue rápido...




© Tomo II



"disse!"