segunda-feira, 26 de março de 2012

dos amuos

© google | Miguel Lima (Tomo II)

caríssima(o),

não pude visualizar o encontro da Mata Real por motivos de índole pessoal.
mesmo assim e depois de (re)ler os resumos nos meus sítios predilectos nesse "maravilhoso mundo que é a bluegosfera"® e de (re)ver o vídeo do encontro em causa, percebi que, mais uma vez, neste atípico campeonato, (i) faltou-nos  marcar o segundo golo (para "matar" o jogo) e que (ii) houve (novamente) uma falha defensiva "gritante" no golo do Paços de Ferreira.

a tentação em "crucificar" alguns dos jogadores do plantel principal do nosso clube do coração e do (ainda) seu treinador, é grande. mas, se o fizesse, estaria, não só a contradizer-me com uma promessa recente, como a dar ensejo aos detractores do FC Porto que esperam a todo o custo que nós vacilemos bem mais do que eles.

assim, vou "apenas" amuar para o meu canto, meditar na Vida, aguardar que o joão pestana não tarde e desejar que este campeonato termine o mais rápido possível.
como já escrevi algures, «preciso de recuar aos tempos do Ivic e do Carlos Alberto Silva para sentir tanta “estranheza” da nossa massa adepta – e minha, também – para com a equipa do nosso coração… mesmo assim, ainda "acardito"».

no fundo, quero acreditar que o encontro na capital do móvel foi só mais um dia mau...
«
Eu sei,
A tua vida foi
marcada pela dor de não saber aonde dói.
Mas vê bem:
Não houve, à luz do dia,
Quem não tenha provado
o travo amargo da melancolia.
E então rapaz, então porquê a raiva?
Se a culpa não é minha,
Serão efeitos secundários da poesia?
»

beijinhos e abraços (bastante amuados)!
e Muito Obrigado! pela tua visita :)


sugestão musical:
Ornatos Violeta, «dia mau»

7 comentários:

  1. Bom dia,

    Ontem mais uma vez fomos incapazes de ter o estofo, manha e astucia para controlar o jogo e conseguir a vitória.

    Mais uma vez sofremos um golo num erro grosseiro, neste caso de Rolando, que se esqueceu do homem, que durante todo o jogo havia marcado de forma eficiente.

    Mais uma vez falhamos na finalização. Qualquer João Tomás do nosso campeonato finalizaria algumas delas.

    Mais uma vez o árbitro deixou por marcar um penalti que daria a tranquilidade a uma equipa intranquila.

    Por tudo isto, nem razão nem coração me fazem acreditar que esta equipa consiga o bicampeonato.

    Os adeptos não merecem isto.

    Abraço e boa semana

    Paulo

    ResponderEliminar
  2. É difícil digerir mais um resultado destes, mas não vou desistir, baixar a guarda, atirar a toalha.
    É duro, mas um portista está habituado, eu pelo menos estou, a que nada lhe seja oferecido de mão beijada, está habituado a sofrer, cair, para logo se levantar.

    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Temos que ser realistas e analisar com o distanciamento possível sem nos deixarmos atraiçoar pela paixão votada ao nosso Clube do coração.

    O coração diz-me que, apesar de tudo, podemos ser campeões, mas realisticamente, entendo que temos poucas hipóteses. Esta equipa está muito longe do FC Porto dos últimos anos. Não tem liderança nem estofo. É um conjunto à deriva, que só admira é como, a jogar desta forma, ainda é o líder do campeonato.

    Está na cara o desfecho destas prestações. Não, não é atirar a toalha ao chão, é apenas e só a constatação de uma realidade que há uns meses atrás não se adivinhava.

    Quero muito que o FC Porto, ainda assim, seja campeão, mas se conseguir, será um campeão sem honra nem glória!

    ResponderEliminar
  4. Boas Miguel,

    Realmente foi mau !!! mas tambem não vou entrar no facilitismo de criticar seja quem for de uma forma individual ... muito menos o Vitor Pereira que no meu entender ontem esteve bem, e fazer uma substituição ao intervalo demonstrou que queria ganhar e mexer com a equipa.
    Ja agora para aqueles que gritavam aos 7 ventos que o James tinha lugar a titular que venham agora dizer que a culpa é do treinador. Desde que é titular James não faz a diferença ... e agora ??? de quem é a culpa ???

    Um abraço

    http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. caríssimos,

    (re)afirmo o que escrevi nos vosso blogues e nesse "maravilhoso mundo que é a bluegosfera"®:

    «
    a vossa é também a minha frustração.
    vamos
    «acarditar» que será possível.
    "ser Porto" também inclui desventuras como a de esta época
    ;)
    »

    somos Porto!, car@go!
    «este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

    saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todas(os) vós! ;)
    Miguel | Tomo II

    ResponderEliminar
  6. Miguel Lima espero que não te importes de dar aqui o meu bitaite de leão nortenho.

    Eu vi o jogo, na televisão, e pensei sempre que o Porto ia ganhar o mesmo. Não o ganhou por manifesto azar, mas também porque vacilou num momento impossível de o fazer. E naquele canto as responsabilidades devem também ser de El Comandante e não só de Rolando. Mas sinceramente não esperava que, depois de tudo o que o Porto passou, deixa-se escapar mais uma oportunidade para (quase) sentenciar o campeonato.

    Rui Moreira hoje atirou-se a Vítor Pereira. Na minha opinião injustamente. É certo que o homem já cometeu erros, mas sinceramente, o que ele podia ter feito para ganhar o jogo ao Paços? O Janko saíu, ok, mas na altura pareceu-me que não estava fisicamente bem. podem dizer o mesmo de Lucho, que estava de rastos, pois... mas foi uma opção.

    O Miguel Lima é um tipo ponderado e inteligente em não alinhar nas críticas ao treinador que vão enfraquecer a equipa. Isso é o que "eles" querem.

    Aliás, para os que andam nisto há algum tempo, esta táctica de tentar reduzir os vossos treinadores é velha: Mourinho era o "Tradutor" - viu-se... O jesualdo era "velho", viu-se... O Villas-Boas era muito novo e o caraças... viu-se O Vitor Pereira é o "gravatas" e não sei que mais!

    Isto é um padrão, tentar minar o trabalho de todo e qualquer treinador portista. É uma táctica porca? Pois é, mas é assim a realidade da nossa comunicação social que ainda tem os tiques de outrora.

    Esperem pelo final do campeonato e aí tomem-se as medidas que forem necessárias.

    Desculpem lá vir para aqui meter o bedelho onde não sou chamado, mas perante aquilo que considero dar um tiro no pé (criticar ainda mais a equipa), não podia deixar de dar a minha opinião.

    Boa sorte para o resto da época.

    ResponderEliminar
  7. @ JL Martins

    bem-vindo!
    é claro que não me importo de meter a sua "foice" nesta "seara" (que pelos vistos não lhe é alhei(r)a ;)

    aliás, aproveito a oportunidade para lhe agradecer o 'bait' elogio que me endereçou no "poBo". confesso que não estava a contar, que me surpreendeu, embeveceu e já teve resposta pronta ;)

    sobre o seu comentário:
    não vi o jogo, portanto não sei se perdemos «por manifesto azar». sobretudo confio nas análises nos meus blogues de eleição - a lista que está aí mesmo, à esquerda.
    e em todos o sentimento é unânime: perdemos dois pontos porque não houve atitude, não houve entrega - aquela entrega "à Porto" (num paralelismo que lhe é próximo: uma entrega com raça à Sá Pinto). até um irredutível como o caro Vila Pouca já começa a "fraquejar". é que não há como esconder a evidência de que este FC Porto está enfermo de atitude, de raça, de Querer...

    sobre o (ainda) treinador não me pronuncio mais. desde Outubro passado que já expressei o meu sentimento - e hoje estive prestes a quebrar uma promessa recente...

    depois, as escolhas:
    não sou treinador - não ser de bancada (e mesmo assim não sou encartado). como cada um de nós, com paixão pelo jogo, tem uma visão diferente dos demais, não me vou pronunciar - e espero que não me leve a mal fazê-lo e/ou considere esta atitude desrespeitosa. por exemplo, se fosse eu o treinador, manteria o Janko até ao final da partida e colocaria o Kléber na sua companhia. (certamente que já estou a ouvir os "elogios" de alguns dos meus companheiros nestas lides...)

    para finalizar:
    apesar de bastante crítico para a presente época - cujo balanço esta prometido para o seu epílogo, se não morrer até lá -, certamente que não o farei abertamente neste espaço principalmente para não dar trunfos ao bandido e, assim, enfraquecer quem tantas alegrias me tem dado nestes meus trinta e seis anos de existência e a quem estou imensamente grato. ;)

    ps:
    no post referi-me a dois enormes treinadores que passaram pelo FC Porto e deixaram a sua marca - apesar das críticas. é claro que não me esqueci da entrada neste milénio e dos três anos de jejum que padeci.
    foram, à data, os piores anos de portismo da minha vida. mas conheço a História do meu clube e convivo com quem já tenha estado dezanove sem poder festejar uma conquista que fosse.
    esta época já temos uma Supertaça Cândido de Oliveira ;)

    abr@ço e bitaite mais vezes, sff.
    será bem-vindo!

    Miguel | Tomo II

    ResponderEliminar

vocifera | comenta | sugere
(sendo que, num blogue de 'um portista indefectível', obviamente que esta caixa é destinada preferencialmente a 'portistas dos quatro costados'. e até é certo que o "lápis", quando existe, é azul.)

Show Emoticons