segunda-feira, 3 de setembro de 2012

da Incrível última 'bomba'...

 
© Google


é oficial.
e, tal como no ano passado, sinto-me triste: mais um jogador querido por mim e por toda a massa adepta portista, ruma a outros destinos, por forma a ver recheados os seus bolsos e a capitalizar os cofres depauperados da SAD portista.
e é nestes momentos que me apercebo que afinal o meu clube não é assim tão "grande" junto dos tubarões que nadam por essa Europa do futebol com a complacência (pestilenta) de quem dirige os destinos do seu organismo máximo: a UEFA. temos limitações e a financeira é uma delas...

contudo, ao contrário do «mercenário», o incrível Hulk ficará para sempre no meu coração, pelo que sei que a tristeza que por ora sinto será momentânea (que não extemporânea), e também por lhe desejar toda a felicidade do Mundo na sua nova aventura, na qual tenho a certeza que superará com a humildade, o carácter e a genialidade que se lhe reconhecem (pese embora o frio moscovita, capaz de infligir tamanha dor ao mais acalorado dos brasileiros).
ele merece-a indubitavelmente! fez por isso, trabalhou para tal e agora granjeou o merecido "prémio"! é, na realidade, um "herói" e sem dúvida alguma um nome que fica gravado a letras de ouro no quadro dos craques que vestiram a nossa camisola e que souberam ser Homens na defesa intransigente das suas cores.

e é neste momento que sinto um orgulho enorme em ser portista, em ter no coração um clube capaz de proporcionar as primeiras alegrias desportivas a jogadores desconhecidos para o mais comum dos adeptos, que chegam como "anónimos" e partem como autênticos ídolos. sim!, porque para muitos dos craques que "exportámos", foi no FC Porto que conheceram pela primeira vez o doce gosto de conquistar um título.
Givanildo Vieira de Souza é o último dos exemplos de êxito na valorização dos seus activos, sendo, à data (2012-09-03) a quinta maior transferência da história do Futebol (ao ponto de ter merecido o total desprezo da "nossa" abjecta, muito parcial e demasiado facciosa  Comunicação Social, nos principais telejornais das 20h). para ele, desejo-lhe muita Fortuna e que continue a ser feliz como o foi num Clube que acredito o marcará para sempre!

e já agora, que melhor despedida poderíamos ter tido, enquanto seus fãs incondicionais, do que guardar na memória aquele balázio que quase furou as redes, no último encontro para o campeonato, frente ao Olhanense, numa altura em que já estava focado nas pretensões azuis-e-brancas, como afirmou recentemente?

para finalizar, felizes de nós, portistas dos quatro costados, que na última década, pudemos ver «ao vivo e a cores» autênticas sumidades do futebol como, entre outros, Alenichev, Anderson, BelluschiBenni Mc Carthy, Bruno Alves, Deco, Derlei, Diego, Falcao, Hulk, Ibson, James Rodríguez, João Moutinho, Lisandro López, Lucho González, Luís Fabiano, Pedro Emanuel, Pepe, Ricardo Quaresma.


ps:


de um comentário muito pertinente e esclarecedor do "bLuE bOy":

«

Quem esteve atento ao meu comentário já aqui publicado no blogue, no passado dia 29 de Agosto, pode facilmente constatar qual era, já nessa altura, a minha opinião. Como está bom de ver, hoje (ontem), em nada se alterou, nem um pouco.
 

Quer gostem, quer não gostem, esta transferência tinha que acontecer, desse por onde desse. 
Só mesmo quem andasse distraído, ou não consiga enxergar ou interessar-se pelo FC Porto em tudo o que vai para além das vitórias e das festas nos Aliados (hoje em dia, no Dragão!), é que se poderá ainda espantar.
Este negócio, na minha perspectiva, resume-se a dois "pormaiores" de enorme importância: (i) Hulk queria ganhar mais, (ii) o FC Porto necessitava de dinheiro para equilibrar as contas. A partir daqui, juntou-se a fome com a vontade de comer,
et voilá: bom para Hulk, bom para o FC Porto... ambos com os bolsos cheios.
 

Felizmente, digo eu, existe uma minoria que por gastrite crónica, outros por "inocência", ainda acreditam que se joga pelo prazer de pontapear a bola, tal e qual como nós fazíamos quando éramos ainda miúdos. 
Hoje não existe esse amadorismo; hoje existe profissionalismo. Não querer perceber isso, é tão só, estar parado no tempo, nos "futebóis dos anos 80".

Ao Hulk: 

OBRIGADO!, foste um grande campeão no meu clube!
 

« Enquanto houver estrada para andar, a gente vai continuar »...

PS: e agora, já podemos recuperar o basquetebol?

»


beijinhos e abraços (tristes, muito tristes)!
Muito Obrigado! pela tua visita :)


5 comentários:

  1. Boas Miguel,

    O que dizer??? tanto e tão pouco. Para o comum adepto é uma tristeza tremenda em ver partir talvez o melhor jogador que ja vestiu a nossa camisola, para alem disso nunca demonstrou azia, nem desrespeito por nós e talvez por isso a nossa braçadeira de capitão era ostentada por ele.
    Ainda me lembro quando o nosso presidente se referiu a uma contratação que iríamos fazer que era bombástica, penso que foram essas as suas palavras e a verdade é que mais uma vez acertou.
    Em dois anos consecutivos perdemos dois jogadores fantásticos, foras de serie os quais será extremamente complicado substituir, no entanto temos que ter consciência o que é o nosso clube e que ao contrarios dos outros endinheirados temos que trabalhar muito para encontrarmos estas perolas.
    Certamente no futuro iremos continuar a ter jogadores fantasticos, como o nosso passado o demonstra mas como o Hulk, o INCRIVEL, não ha.
    Quanto ao dinheiro, 40, 50, 60 ou 100 ... é-me indiferente, caro que tenho orgulho no meu clube ao fazer estes negocios fantasticos, mas o que eu gosto mesmo são vitorias, são bons jogos e fundamentalmente ter no meu clube estes jogadores fantasticos.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Miguel, desculpa, mas tenho mais uma vez que discordar acerca do Falcão. Eu não vi o mercenarismo que tu viste. O Hulk saíu, como saem todos, por dinheiro. O Hulk disse que esta era uma óptima altura para saír, ainda não tinha voltado dos J.O. O Falcão nunca foi desrespeitoso, apenas escolheu um clube que nós consideramos inferior ao nosso, e foi achincalhado pelo nosso presidente que lhe disse que ele não ia ganhar nada no Atletico. Renovou com o Porto uma semana antes de ser transferido, aumentando a cláusula de 30 para 40 milhões. Rendeu lucro muito superior ao Hulk. Desculpa, mas essa do mercenário penso que é exagero...

    ResponderEliminar
  3. @ doctor J.

    sabes bem que discordo da tua discordância.
    penso que o "tópico Radamel" será um dos pontos em que as nossas opiniões não serão convergentes - e ainda bem que assim é: haja pluralidade, debate e confronto (salutar) de ideias! (afinal, não somos ovelhas)

    respeito a tua opinião, como sempre, mas a minha mágoa para com ele ainda não curou - longe disso.

    já sobre o Incrível, apesar das declarações pós-jogos olímpicos, sempre deu tudo pelo clube e soube da negociação no Brasil, no estágio da Canarinha...

    ps:
    o "patético de Madrid" ainda nos deve cerca de 10M€ (pelos objectivos atingidos pelo jogador e contratualizados aquando do negócio, mais 2.5M€ ainda por liquidar), numa transferência que terá ficado por 47M€...

    abr@ço
    Miguel | Tomo II

    ResponderEliminar
  4. Bom dia,

    A vinda e saída do Incrível tem tudo o que de incrível se possa pensar ... bem como o caminho que percorreu até ao sucesso ... Hulk cumpriu um sonho de menino, é que no Estádio do Dragão, em 2001 (ainda alinhava no Vilanovense), o Incrível já vibrava com o nosso Porto e vaticinava "a toda a gente que um dia ainda ia jogar no FC Porto".
    Grande profissional, após o fecho do mercado dos principais campeonatos, sempre se pautou pelo respeito pelo nosso clube e adeptos. Pela sua modéstia, fairplay e história até ao sucesso, é um exemplo para todos os jovens que ambicionam singrar no futebol. Resta-nos agradecer a Hulk tudo o que o Incrível deu ao nosso clube, desejar-lhe as maiores felicidades, pois merece. Hulk encarnava o SER PORTO e envergou a braçadeira de capitão com devido merecimento.

    Abraço

    Paulo

    http://pronunciadodragao.blogspot.pt/2012/09/obrigado-incrivel-hulk.html

    ResponderEliminar
  5. @ Paulos

    obrigado! pela vossa visita e pelas vossas palavras!

    é um facto:
    para nós, portistas dos quatro costados, ele será sempre o Incrível Hulk!

    somos Porto!, car@go!
    «este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

    abr@ços a «ambos os dois» :D
    Miguel | Tomo II

    ResponderEliminar

vocifera | comenta | sugere
(sendo que, num blogue de 'um portista indefectível', obviamente que esta caixa é destinada preferencialmente a 'portistas dos quatro costados'. e até é certo que o "lápis", quando existe, é azul.)

Show Emoticons